top of page

GWM explora testes de veículos a hidrogênio no Brasil com tecnologia de etanol

A Great Wall Motors (GWM) está se preparando para introduzir no Brasil a tecnologia de veículos elétricos movidos por célula de combustível com hidrogênio gerado a partir de etanol. A notícia foi confirmada por executivos durante uma visita à sede da empresa em Baoding, China, conforme relatado à Autoesporte.

A companhia utilizará sua subsidiária FTXT, especializada no desenvolvimento de tecnologia de células de hidrogênio, para iniciar os testes iniciais em caminhões leves urbanos e pesados para uso rodoviário. Os estudos de viabilidade econômica já estão em andamento, com o objetivo de iniciar os testes com protótipos em 2025.

Bea Xiao, gerente de Planejamento de Produto e Negócios Internacionais da FTXT, mencionou: “Nos próximos meses, levaremos alguns veículos para exposição no Brasil. No último trimestre, deveremos fazer o anúncio oficial e iniciar os testes com protótipos no próximo ano”.

Durante a visita à China para o Salão do Automóvel de Pequim 2024, executivos brasileiros da GWM se reuniram com a equipe da matriz da FTXT para discutir detalhes do processo de desenvolvimento.

Bea Xiao apresentou um protótipo de caminhão de 49 toneladas (11 toneladas de peso próprio e 38 toneladas de capacidade de reboque) equipado com essa tecnologia inovadora. O veículo possui oito tanques capazes de armazenar 40 kg de hidrogênio líquido no total (5 kg em cada tanque), proporcionando uma autonomia média de 500 km, ideal para transportes de longa distância. O motor elétrico entrega 150 cv de potência e alcança uma velocidade máxima de 89 km/h.

Atualmente, a FTXT tem aproximadamente 400 caminhões movidos a célula de combustível com hidrogênio em operação experimental na China.


7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page