Preço do etanol nas usinas sobe quase 19% em maio após aumentos da gasolina

 

O preço do etanol hidratado no Centro-Sul iniciou uma tendência de alta em 13 de maio suportada principalmente pelos aumentos no preço da gasolina nas refinarias. Desde então, o valor do biocombustível está subindo diariamente.

 

O mercado brasileiro de etanol foi atingido pela chamada “tempestade perfeita” do mercado, por conta da queda no consumo provocada pela pandemia de coronavírus e pelo colapso nos preços internacionais do petróleo, que começou em 8 de março. Estes fatores combinados limitaram o preço do etanol nas semanas que antecederam o início da safra 2020/21 no Centro-Sul, dando perspectivas negativas ao ambiente de preços.

 

A S&P Global Platts avaliou o etanol hidratado em Ribeirão Preto a R$ 1.595/m³ em 2 de abril e, posteriormente, em 27 de abril. Desde então, os preços de comercialização das usinas subiram 19% e, na última quarta-feira (27), ficaram em R$ 1.895/m³.

 

Este suporte aos preços é justificado pelos recentes aumentos no valor da gasolina, que reverteram os 12 cortes realizados pela Petrobras ao longo de 2020 – de 14 de janeiro a 29 de abril, a gasolina caiu 49% no polo de Paulínia. Diante da recuperação dos preços internacionais do petróleo e da fraqueza do real em relação ao dólar, a tendência de queda começou a mudar em maio.

 

Desde 7 de maio, a Petrobras subiu quatro vezes o valor da gasolina nas refinarias, acumulando uma elevação de 28%. Em Paulínia, o último preço publicado é de R$ 1.367/m³ – o valor ainda é 28% menor ante 14 de janeiro.

Share on Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

Petrobras inicia processo para venda da Petrobras Biocombustível

July 3, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes