GASOLINA AUMENTA 2,88% E ETANOL SOBE 7,02% NO IPCA DE MARÇO, DIZ IBGE

12-Apr-2019

 

Os combustíveis pesaram mais no bolso das famílias em março, com uma alta de 3,49%. A gasolina ficou 2,88% mais cara, item de maior impacto sobre a inflação do mês, o equivalente a uma contribuição de 0,12 ponto porcentual para a taxa de 0,75% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Como consequência, o grupo Transportes saiu de uma deflação de 0,34% em fevereiro para um salto de 1,44% em março, a maior variação entre os grupos pesquisados.

 

O etanol teve um aumento de 7,02% em março, o equivalente a uma contribuição de 0,06 ponto porcentual para o IPCA do mês.

 

"Porque o peso dele é bem menor que o da gasolina", justificou Fernando Gonçalves, gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

 

O óleo diesel ficou 1,44% mais caro no último mês. As passagens aéreas subiram 7,29%, enquanto o ônibus urbano aumentou 0,90%, ambos com contribuições de 0,03 ponto porcentual para o IPCA de março.

 

Destaca-se também a alta de 2,07% na tarifa de trem, em razão do reajuste de 27,30% em Porto Alegre desde 13 de março.

 

Energia elétrica

 

A tarifa de energia elétrica teve uma alta de 0,04% em março, segundo a inflação medida pelo IPCA. A conta de luz variou entre uma queda de 5,89% na Região Metropolitana de Belo Horizonte, puxada pela redução na alíquota do PIS/COFINS, e uma alta de 4,72% na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, em virtude dos reajustes médios de 11,53% e de 9,72% nas concessionárias a partir de 15 de março.

 

 

 

Fonte: Estadão Conteúdo - Texto extraído do portal Istoé Dinheiro

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

Etanol reverte queda na usina sob previsão de maior demanda após gasolina mais cara

July 10, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes