Buscar
  • Ecoflex Trading

Usinas já fixaram preço para 80,5% do açúcar a ser exportado em 2021/22, diz Archer

Estimativa da consultoria é que 25% do açúcar da safra 2022/23 também esteja negociado


Até o final de janeiro, as usinas brasileiras já haviam fixado preços para 80,5% do açúcar a ser comercializado com o mercado externo na safra 2021/22, que começa oficialmente em 1º de abril, estimou nesta sexta-feira a Archer Consulting.


A consultoria não divulgou volumes, mas já havia projetado uma exportação total de 25 milhões de toneladas no começo do ano. Assim, a atual porcentagem corresponderia a quase 20,13 milhões de toneladas.


Segundo a Archer, o preço médio das negociações é de 13,13 centavos de dólar por libra-peso, sem considerar o prêmio de polarização. Com isso, o valor médio da fixação é de R$ 1.619 por tonelada de açúcar (FOB Santos, equivalentes a R$ 0,7049 por libra-peso), já incluindo a polarização.


Ainda de acordo com a consultoria, em meio a um cenário de preços crescentes, o percentual de fixações antecipadas da safra é recorde para esta época. “No mesmo período da safra anterior (2020/21), o percentual de fixação havia atingido 29%”, exemplifica.


A Archer ainda projetou que, no final de janeiro de 2021, cerca de 25% do açúcar a ser exportado em 2022/23 também estaria com o preço fixado pelas usinas. “Esse número é apenas uma estimativa preliminar”, ponderou.



Fonte: NovaCana

1 visualização0 comentário