Buscar
  • Ecoflex Trading

Trator movido a metano estará disponível para o Brasil a partir de 2022

Segundo a New Holland, ainda não há expectativa de produzir o modelo no Brasil; na Europa, as primeiras unidades entram em campo neste ano


O uso de energia limpa está no centro das discussões sobre novas tecnologias. Ainda neste ano, a New Holland dará um passo importante nesse sentido. O trator T6 Methane Power, movido a gás metano, deve chegar ao mercado mundial nos próximos meses.


Segundo a empresa, os testes de campo estão nos estágios finais e, até a metade do ano, unidades de produção serão entregues a clientes selecionados na Alemanha, França, Itália, Reino Unido, Bélgica, Holanda e Luxemburgo – os principais mercados para o T6 e nos quais a produção de biogás está avançada. Até o fim de 2021, o trator ficará disponível para os demais clientes europeus e de alguns outros mercados ao redor do mundo.


Para o mercado sul-americano, a expectativa é de que o trator movido a metano esteja disponível para importação a partir de 2022, especialmente para produtores do Brasil e Argentina. Por enquanto não há planos de fabricá-lo nesses dois países, apesar de o modelo estar sendo testado, com sucesso, há pelos menos dois anos na região.

Como funciona o trator movido a metano?

A primeira unidade do projeto foi apresentada na feira Agritechnica, na Alemanha, em 2019, como uma peça fundamental do conceito de “Fazenda Independente de Energia” da marca.

“Desenvolvemos o modelo de ‘Fazenda Independente de Energia’, mostrando como um ciclo fechado entre a produção agrícola e a geração de energia pode tornar a agricultura neutra em CO2 ou até mesmo negativa em carbono – com benefícios significativos para os clientes”, afirma Carlo Lambro, presidente mundial da New Holland Agriculture.


A New Holland afirma que esse tipo de trator dá ao produtor rural a possibilidade de utilizar o biogás gerado dentro da propriedade (por meio de um biodigestor, por exemplo) para abastecer o equipamento, aproveitando o chamado ciclo virtuoso da fazenda, que se torna cada vez mais autossuficiente do ponto de vista energético e ambientalmente correta.


“Como um extra ainda tem a redução dos seus custos operacionais e tranquilidade no gerenciamento das suas atividades, pois se torna autossuficiente em produção e uso de combustível, ficando livre de todas as incertezas do mercado de combustíveis fósseis”, argumenta a marca.


O trator utilizado em testes no Brasil, um T6.180, utiliza o metano gerado através da biomassa renovável produzida na usina de biogás disponível na fazenda. Ele possui todas as características de um trator comum e está equipado com um motor de seis cilindros produzido pela FPT Industrial, que gera uma potência máxima de 180 cv e torque de 750 Nm. O biometano é armazenado em tanques no trator. A autonomia é de pelo menos meio dia de trabalho durante a operação normal.


“A tecnologia de propulsão por biometano oferece inúmeras vantagens ambientais, incluindo a redução de até 80% das emissões em comparação com um motor diesel padrão. Ao usar o biometano, o impacto de carbono da máquina é virtualmente zero, e uma redução de custos entre 25% e 40% pode ser alcançada quando comparada com os combustíveis convencionais”, diz Nilson Righi, gerente de protifólio agrícola da CNH Industrial, a qual pertence a marca New Holland Agriculture.



Fonte: Canal Brasil

4 visualizações0 comentário