top of page

Solar representará 56% da geração de energia em 2050, afirma estudo


A energia solar continuará avançando e dominará o seu mercado global, segundo o estudo publicado pela Nature Communications, que afirma que a fonte representará 56% da geração de energia em 2050.

Na pesquisa, foram analisados dados de 70 regiões globais em um modelo de simulação de energia. Com isso, 72% das simulações verificaram que a solar poderá representar a maior parte da geração de energia em 2050.

Segundo o estudo, a energia solar desempenha um papel importante nos planos de muitos países para atender às metas de redução de emissões estabelecidas pelo Acordo de Paris, à medida que os projetos de energia eólica enfrentam custos crescentes.

Isso porque omesmo não ocorre com a fonte solar, que está se tornando cada vez mais barata. O custo da eletricidade por MW varia de US$ 42 a US$ 48, em comparação com o carvão, que equivale a US$ 74, de acordo com a BloombergNEF.

Segundo a analista sênior de energia solar da BloombergNEF, Jenny Chase, os custos da energia solar continuarão a diminuir. “Cada vez que dobramos a quantidade acumulada de módulos de energia solar que a raça humana produziu, reduzimos o custo em cerca de 29%”.

Segundo a professora da Universidade de Exeter, Femke Nijsse, “para orientar o crescimento da energia solar, os governos devem investir em outras fontes de energia renovável, incluindo eólica e hidrelétrica, e ajudar as comunidades afetadas com programas de treinamento e desenvolvimento”.

Além disso, a indústria também precisará superar obstáculos, como restrições na cadeia de suprimentos de metais e minerais críticos e a falta de financiamento em países em desenvolvimento.

“É necessário expandir a rede para adicionar mais energia solar e eólica, e isso é um investimento”, afirma Chase. “Não está claro em muitos países quem vai pagar por isso ou onde deve ser construído.”

“Estamos tentando fazer a transição de todo o sistema de energia do mundo. “O fato de pelo menos agora ser barato substituir grande parte do sistema de energia por energia solar é uma notícia muito boa”, concluiu.

Fonte:https://canalsolar.com.br/

4 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page