Buscar
  • Ecoflex Trading

Reino Unido passará a utilizar gasolina com 10% de etanol em setembro


O governo do Reino Unido vai introduzir a gasolina E10 – que contém até 10% de etanol – como o tipo padrão em setembro, conforme anúncio feito na última quinta-feira.


Atualmente, o país adota o E5, que contém até 5% de etanol, e permanecerá disponível como uma opção com grau de octanagem mais alto, pois ainda é necessário para alguns veículos e equipamentos.


A perspectiva é que a introdução do E10 possa reduzir as emissões de CO2 do setor de transportes do Reino Unido em 750 mil toneladas ao ano, o que equivale a retirar 350 mil carros das estradas, disse o governo.


O uso de E10 em vez de E5 reduz as emissões líquidas de gases de efeito estufa (GEE) de um veículo a gasolina em cerca de 2%.


Esta opção com mais etanol já está disponível em vários países da Europa, incluindo França, Alemanha, Áustria, Finlândia, Bélgica, Dinamarca, Lituânia, Eslováquia e Holanda. Também é oferecido a consumidores nos Estados Unidos e Austrália. No Brasil, a mistura é de 27,5%.


A UK Petroleum Industry Association (UKPIA) acolheu a decisão como um “passo prático, que aumenta o uso de combustíveis renováveis no Reino Unido” e acrescentou que aguarda a consulta do governo sobre a atualização da Obrigação de Combustível para Transporte Renovável (RTFO), que deve “tomar outras medidas para implantar combustíveis renováveis”.


A National Farmers Union (NFU) do Reino Unido também deu as boas-vindas ao mandato, afirmando que ele “dará um impulso aos setores de trigo e açúcar do Reino Unido”.


Com o anúncio do E10, a produtora Vivergo disse que planeja reiniciar a produção em sua usina de etanol de 420 milhões de litros por ano, localizada em Hull, no norte da Inglaterra. A retomada deve acontecer no início de 2022.


A usina – que era a segunda maior produtora de etanol na Europa quando estava operacional – foi desativada em 2018. Desta forma, o foco agora é deixá-la pronta para o reinício, disse a Vivergo à Argus. “[A reativação ajudará a] liberar o potencial da indústria britânica de etanol, de £1 bilhão”, disse a empresa.


A consulta do governo sobre a introdução do E10 foi encerrada em maio do ano passado e recebeu 208 respostas.



Georgia Gratton Com tradução NovaCana

Fonte: Argus Media

2 visualizações0 comentário