top of page

Produtores de biomassa defendem votação do PL dos CBios em comissão na Câmara

Com liderança da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana) e apoio de outros segmentos rurais, como soja e milho, uma iniciativa pleiteia que os ganhos das usinas com a venda de créditos de descarbonização (CBios), vinculados ao programa RenovaBio, sejam divididos com o setor produtivo.

Por conta disso, a entidade deve acompanhar nesta quarta-feira, 20, a votação do Projeto de Lei 3.149/20, que faz alterações na Lei do RenovaBio. A decisão será na Comissão de Minas e Energia (CME) da Câmara Federal, às 10h. Anteriormente, o PL foi aprovado na Comissão de Agricultura.

“Os produtores das culturas agrícolas envolvidas de mais de dez estados estarão na votação”, promete a Feplana.

O relator do PL é o deputado federal Benes Leocádio (União-RN). Segundo a entidade, o parlamentar é favorável ao projeto, assim como outras autoridades. “Dentre eles, o novo presidente da CME, o deputado federal Junior Ferrari (PSB-PA), e o seu vice-presidente, Hugo Leal (PSD-RJ)”, afirma o presidente da Feplana, Paulo Leal.

Em seu relatório, Benes coloca que as usinas devem pagar para os agricultores o equivalente a 80% dos ganhos com os créditos referentes à biomassa fornecida por eles. Por conta disso, Leal afirma estar confiante na aprovação da proposta.


7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page