Buscar
  • Ecoflex Trading

Plataforma digital voltada para geração distribuída é inaugurada pela 2W Energia


Tecnologia atuará como marketplace de créditos para pessoas físicas e empresas.

A 2W Energia inaugura o Wave, uma plataforma digital para geração distribuída (GD) que funcionará como marketplace de créditos para pessoas físicas ou empresas, que poderão participar como cooperadas ou consorciadas dos centros de geração compartilhada da companhia. Por meio de aluguel, a empresa também oferecerá a capacidade de geração para conquistar escala na plataforma digital.


“A digitalização é uma tendência do setor elétrico, e tecnologia e inovação são pilares da companhia, por isso estamos lançando um produto cem por cento digital, que é um verdadeiro marco para a companhia”, declarou Claudio Ribeiro, CEO da 2W Energia.


“Com o Wave, entramos no mercado B2C, oferecendo a possibilidade de as pessoas escolherem a energia renovável. Nossa missão é levar energia limpa para todos os brasileiros, reinventando a relação da sociedade com a energia”, destacou o executivo.

Conforme a 2W Energia, o Wave se inicia com a oferta de 5 GW, exclusivos para até 500 clientes do mercado de Minas Gerais. Com a inauguração, a companhia consegue expandir o seu portfólio de produtos e alcança o mercado B2C, disponibilizando energia oriunda de fontes renováveis também para residências.


Além disso, a empresa comunicou que realizará um leilão com objetivo de contratar até 100 MW de geração distribuída, que ocorrerá nos dias 29 e 30 de junho. O certame abarcará os estados de Maranhão, Pernambuco, Ceará, Pará, Bahia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Os contratos de aluguel firmados por meio de leilões contarão com prazo de até sete anos, os quais poderão ser renovados por mais sete.


A disponibilidade de produtos do mercado de GD será proporcionada pela contratação de energia, segundo a 2W. “Temos sido procurados por muitos desenvolvedores e investidores em GD, que gostariam de ter o PPA da 2W para viabilizar seus projetos”, disse Ribeiro.


“Para vender os créditos da GD, as usinas precisam ter um time comercial dedicado, além de backoffice e time operacional. Agora, a 2W passa a terceirizar essas áreas para muitos empreendedores, o que torna mais fácil a operacionalização dos projetos de GD”, detalhou.



Fonte: Portal Solar

4 visualizações0 comentário