Buscar
  • Ecoflex Trading

Petrobrás anuncia programa de investimento de US$ 300 milhões

O conjunto de iniciativas deve ser incluído até 2025 e conta com plano de inserção de novas tecnologias nas refinarias


Petrobrás anuncia programa de investimento

A Petrobrás Petrobrás anuncia programa de investimento que prevê investimentos de aproximadamente US$ 300 milhões nas refinarias do eixo Rio-São Paulo. O plano é que esse valor seja inserido até 2025 para aumentar o desempenho das cinco refinarias, que não estão à venda.


Segundo a petroleira, o objetivo é “estar entre as melhores companhias refinadoras de petróleo no mundo”. A partir de um conjunto de iniciativas, a Petrobrás busca se posicionar de forma mais competitiva na abertura do mercado de refino de petróleo no país.


“A companhia avaliou referências mundiais dos principais indicadores de refino para definir os objetivos do programa”, afirmou a empresa em comunicado à imprensa.


RefTOP

O programa anunciado é chamado de RefTOP e prevê projetos para o incremento do desempenho energético das unidades Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), Refinaria Duque de Caxias (Reduc), Refinaria de Capuava (Recap), Refinaria de Paulinia (Replan) e Refinaria Henrique Lage (Revap). Em outras palavras, aproveitar melhor os insumos como gás natural, energia elétrica e vapor nas próprias operações.


Além disso, algumas tecnologias que já vem sendo utilizadas pela petroleira terão uso ampliado com o RefTOP. Outro movimento importante para o programa é o aumento da produção de derivados de alto valor agregado, como diesel e propeno.


A companhia também impulsionará o processamento de petróleo do pré-sal, que tem baixo teor de enxofre. Desse modo, trazendo vantagens competitivas e oportunidades de aumento da margem de refino, assim, favorecendo a produção de diesel S-10 e “bunker”, afirmou a empresa.


O anúncio dos investimentos aconteceu logo a após a troca de comandos da estatal. Em abril, o general da reserva Joaquim Luna e Silva assumiu o lugar do economista Roberto Castello Branco. A indicação aconteceu após insatisfação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com os reajustes nos preços dos combustíveis.


Fonte: Portal Lubes

4 visualizações0 comentário