Buscar
  • Ecoflex Trading

Nissan testa baterias segunda vida para armazenar energia de postes luz equipados com painel solar



A Nissan estuda a criação de tecnologias e infraestrutura o objetivo de fomentar a mobilidade elétrica por meio de parcerias. Um dos resultados é o trabalho com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), onde são feitos os testes de baterias de segunda vida do Nissan LEAF para armazenar energia de postes de luz equipados com painel fotovoltaico. Eles são alimentados por uma combinação de geradores solares no topo e baterias do veículo elétrico na base.


Desde 2018, a fabricante de veículos tem uma parceria com a UFSC visando estudar soluções para o futuro das baterias usadas de veículos elétricos. Agora, a companhia está doando duas unidades do Nissan LEAF para serem usadas em aulas técnicas na Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC) do Rio de Janeiro.


De acordo com a Nissan, os veículos da primeira geração, que fizeram parte de projetos pilotos no próprio estado nos últimos anos, serão usados nas aulas práticas da instituição, inserindo os alunos na realidade da mobilidade elétrica. A ideia da Nissan é contribuir para a formação e qualificação de mão de obra especializada neste segmento no Brasil, abrindo novas oportunidades para os estudantes.


“Temos orgulho de poder compartilhar nossa tecnologia com a FAETEC – RJ, instituição que, por tradição, promove a educação profissional. A expectativa é que esses carros cumpram a missão nobre de dar asas à imaginação e ao aperfeiçoamento profissional dos nossos jovens”, destaca Pedro Bentancourt, diretor de Relações Governamentais da Nissan do Brasil.


Hoje, a nova geração do Nissan LEAF já é comercializada no Brasil. O modelo é vendido em sete concessionárias da marca em cinco cidades (Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, onde há duas lojas) e também no Distrito Federal.


Uma parceria com o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) e o Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação (ITAI) tem como foco o desenvolvimento nacional de carregadores bidirecionais para veículos elétricos e utiliza como referência o Nissan LEAF. Segundo a companhia, esses carregadores criam um novo ecossistema fazendo com que os carros funcionem como uma solução para compartilhamento de energia com a casa do consumidor, edifícios comerciais e a rede.


Além disso, a Nissan também desenvolve estudos com o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) para o desenvolvimento tecnológico do uso do bioetanol para veículos movidos à Célula de Combustível.



Fonte: Portal Solar

2 visualizações0 comentário