Buscar
  • Ecoflex Trading

Lucro líquido ajustado de R$ 72,5 milhões é registrado pela 2W Energia


Em 2020, a plataforma de energia renovável 2W Energia assinalou lucro líquido ajustado de R$ 72,5 milhões, com uma margem líquida de 9% – o melhor desempenho já alcançado pela empresa. A companhia, que também elabora parques solares e eólicos, estima que a performance é resultado de uma estratégia comprovada de desenvolver produtos digitais para o mercado de varejo.


“Mesmo em um ano de grandes desafios no setor por conta da pandemia do novo coronavírus, a empresa investiu em pessoas, tecnologia, inovação e na diversificação de produtos, além de ter implementado um rigoroso trabalho de governança corporativa, o que contribuiu para os resultados positivos. Foi um ano de preparação para suportar a transformação baseada em energia 100% renovável”, afirmou Claudio Ribeiro, CEO da 2W Energia.


A empresa conquistou, em 2020, uma receita líquida de R$ 790,2 milhões, enquanto o EBITDA Ajustado alcançou a marca de R$ 116,7 milhões no ano, caracterizando uma margem de 14,8%. Ainda em 2020, lançada no último trimestre do ano, a divisão de varejo assegurou sozinha R$ 7,3 milhões de lucro bruto. A companhia comercializou um volume total de energia de mais de 460 MW/m no ano.


Ainda em 2020, a 2W Energia inaugurou sua plataforma de varejo, contando com produtos totalmente digitais, com objetivo de contribuir para a migração de empresas capacitadas a adentrarem no mercado livre de energia. A empresa afirma ter realizado investimentos em dados para oferecer uma melhor experiência aos consumidores, com segurança e transparência ao longo do processo de migração, e em tecnologia para desburocratizar esse processo.


Junto ao Instituto Totum, a 2W Energia finalizou o registro e passou a oferecer o certificado internacional de energia renovável para neutralização de emissão de carbono na atmosfera, denominado I-REC.


A companhia ressaltou a criação do Programa de Inovação, com a elaboração do 2W Labs, para o desenvolvimento de produtos digitais e soluções, e a 2W Ventures, uma aceleradora de startups que auxiliará a 2W Energia a elaborar soluções destinadas ao segmento e a impulsionar a sua expansão em produtos direcionados aos seus consumidores.


A 2W Energia passou a compor o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e cumpriu 13 “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs)” estabelecidos pela ONU por meio da adoção de princípios alinhados aos “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.


Além disso, com objetivo de colaborar com a neutralização da emissão de carbono, a companhia se juntou à Fundação Black Jaguar para a plantação de 1.000 mudas de árvores nativas.


“Foi um ano extremamente importante para a 2W Energia. Estruturamos nossos projetos de energia renovável, para sermos a líder da segunda onda do mercado de energia e demos grandes passos nessa direção. Lançamos a plataforma de Varejo, consolidamos as captações financeiras para o projeto eólico Anemus, no Rio Grande do Norte, e expandimos nossa atuação comercial para deixar o acesso à energia ainda mais competitivo”, destacou Ribeiro.


“Sem esquecer, é claro, do nosso compromisso com a sustentabilidade e a energia limpa. Resultado disso, já no início do ano de 2021, assinamos o contrato com a WEG para o fornecimento de 33 aerogeradores do Complexo Anemus Eólico, que terá 138,6 MW de capacidade instalada. Assim, iniciamos a primeira fase de nosso portfólio de geração, o qual contará com 1,13 GW de potência que será instalada até 2024”, completou.



Fonte: Portal Solar

1 visualização0 comentário