top of page

Litro do diesel precisa cair mais R$ 0,23 para atingir paridade internacional, aponta Abicom


Na sexta-feira passada, o litro do diesel comercializado nas refinarias da Petrobras (PETR3; PETR4) ficou mais barato, custando de R$ 5,41 para R$ 5,19 -- uma redução de R$ 0,22 por litro ou 4,06%.


Mesmo com a mudança nos preços, os combustíveis vendidos no Brasil ainda estão acima da paridade internacional. De acordo com a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), a defasagem média no óleo diesel é de 5%; e de 10% para a gasolina.


No caso do diesel, o mercado internacional e o câmbio pressionam os preços domésticos, sendo que o Preço de Paridade Internacional (PPI) acumula redução de R$0,00/L desde o último reajuste. Por isso, o litro do combustível pode cair mais R$ 0,23.


Já na gasolina, o PPI acumula redução de R$0,43/L desde o último reajuste, sendo que o litro do combustível pode cair mais R$ 0,36 para se igualar ao mercado internacional.


Últimos reajustes


No mês passado, a Petrobras fez dois reajustes no preço da gasolina. No primeiro, o litro caiu de R$ 4,06 para R$ 3,86; depois, ele foi de R$ 3,86 para R$ 3,71.


Já no diesel, foram dois reajustes em agosto. Além das mudanças da semana passada, a estatal já havia anunciado um primeiro reajuste no diesel -- de R$ 5,61 para R$ 5,41. Isso significa que, desde o início do mês, o preço do combustível já caiu 7,48%.


Fonte:https://www.udop.com.br/

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page