Buscar
  • Ecoflex Trading

InfoSolar e Sebrae analisam dados que mostram que 15 mil empresas de energia solar foram abertas

Em 2021


Em análise da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), o InfoSolar e o Sebrae perceberam que no primeiro semestre de 2021 mais de 15 mil empresas foram criadas para atuar no mercado de energia solar. A reportagem buscou especialistas para se atualizar das vantagens e desvantagens da energia solar e sobre como atuar nesse segmento que está em ascensão no país e que envolve autoprodução de energia renovável e limpa e tecnologia.


Diogo Lisboa, responsável pelo setor de energia solar do Sebrae-MG, destaca que um bom planejamento é essencial para que qualquer negócio prospere no futuro. Existe uma série de cuidados que devem ser levados em conta para evitar que um novo investimento vá à falência. Segundo o levantamento de dados feito junto ao Sebrae, as micro e pequenas empresas estão no topo tanto dos pedidos de falência quanto nas falências decretadas. Em um total de 4 mil empresas, mais de 3 mil fecharam as portas.


Ele recomenda atenção às tendências e acompanhar a flexibilidade do mercado e entender o ambiente regulatório. “O planejamento no momento inicial é crucial para a perenidade do negócio. O empreendedor deve pensar no aspecto financeiro, levando em consideração os custos fixos e variáveis para manter o seu negócio, o capital de giro que será utilizado para manter a saúde financeira da empresa e o preço praticado junto ao cliente”, disse o especialista.


Com apenas oito funcionários e 2 meses de atuação, a Bold Energy, de Chapecó (SC), vislumbra fornecer o primeiro megawatt (MW), atualmente a empresa já forneceu 500 quilowatts (kW).


Os sócios-fundadores Marcelo José Malacarne Baseggio e José Vitor Castelli Salm planejam alcançar o faturamento de R$ 60 milhões no primeiro ano da empresa. “Nosso plano de negócio foi extremamente rápido, em duas semanas nós já iniciamos a empresa. Se você fica muito no papel, só fazendo contas, você não assume o risco do negócio. É preciso arriscar um pouco também”, disse Castelli.


Diferentes estratégias

Marcelo Baseggio acredita que os meios de comunicação digitais, fomentados a partir da pandemia, aumentaram o crescimento das vendas feitas por meio das mídias sociais, não sendo preciso um representante no local das vendas. “Então se você pensa em atuar com GD, atendendo o cliente final, oferecendo sistema, instalando, projetos, não é um investimento tão alto. Agora, se você vai atuar com distribuição, aí o investimento é maior”, afirmou o sócio-fundador.


A Enerzee, empresa fundada no Mato Grosso, em 2016, por Alexandre Sperafico, ex-piloto da Fórmula Indy, tem como foco popularizar o alcance da energia solar no Brasil. A ideia da empresa é faturar R$ 100 milhões ainda este ano. Até o momento, já foram instalados 500 sistemas (27 MW), com possibilidade de ultrapassar os 50 MW até o final do ano.


“Eu fui um dos pioneiros como usuário de energia solar no meu estado. Meu projeto foi o de número 78 no Mato Grosso. Naquela época, logo depois que eu instalei o sistema, eu recebi algumas informações sobre esse mercado”, disse Sperafico.


A estratégia de venda do ex-piloto se diferencia um pouco do que costumamos ver no mercado solar. “Criamos um sistema onde não temos a figura do vendedor contratado propriamente dito. Então, temos pessoas que querem participar do mercado de energia solar e que se tornam consultores através da aquisição de um próprio sistema. Criamos uma regra de jogo para trazer nosso cliente para dentro da empresa, para que ele se torne um agente de venda e de transformação. É um caminho diferente que optamos por trilhar dentro do mercado de energia solar. E temos obtido bastante sucesso com esse modelo de negócio”, esclareceu o empresário.


Franquia de energia solar

As franquias são empresas que possuem direito de representar ou vender produtos que fazem parte de uma determinada cadeia ou marca. A vantagem de se investir em uma franquia é que o modelo de negócio já foi testado de diversas formas pela franqueadora. Sendo assim, o franqueador apenas deve seguir as normas da matriz para alcançar o resultado esperado.


Construir sua própria empresa ou escolher uma franquia de energia solar foi uma dúvida respondida por Baseggio, que acredita que, caso o investidor interessado em adentrar essa área esteja empreendendo pela primeira vez ou não conheça/entenda sobre o mercado de energia solar, a franquia é o melhor caminho.


“Essa é uma alternativa interessante, visto que você nunca empreendeu, não conhece o mercado, a franquia é a melhor opção. A franquia tem um know-how capaz de encurtar os caminhos”, declarou o sócio da Bold.


No momento de investir em uma determinada franquia, é pertinente avaliar não apenas o valor do investimento inicial para abertura do negócio, mas também se o modelo de negócio ofertado se enquadra no perfil do investidor.


“Então é bom ficar atento ao nível de conhecimento da franqueadora sobre esses produtos e/ou serviços, o nível do suporte oferecido ao franqueado, as taxas cobradas (como royalties e taxa de propaganda). São pontos importantes na hora de escolher a franquia”, aconselhou Diogo Lisboa.


Lisboa deixa recomendações para futuros empreendedores terem sucesso no mercado de energia solar que incluem: ter uma reserva financeira para momentos de instabilidade do mercado, manter um preço competitivo, entender bem os custos do negócio, ficar sempre atento às mídias sociais, conhecer bem a região de atuação, os concorrentes, o público-alvo e fornecer serviços diferenciados, prezando a qualidade e fidelização do cliente.


“O papel do Sebrae é de apoiar as micro e pequenas empresas que atuam na cadeia de energia solar fotovoltaica por meio do suporte empresarial, de maneira que as empresas se tornem mais competitivas, além de contribuir com o desenvolvimento econômico local, melhorando o ambiente de negócios onde essas empresas estão instaladas”, disse Lisboa.


O Sebrae Minas tem empenhado esforços no desenvolvimento de inteligências para o mercado de energia solar, de forma que facilite as tomadas de decisões de quem atua nesse mercado ou deseja ingressar nesse nicho.



Fonte: Portal Solar

8 visualizações0 comentário