Buscar
  • Ecoflex Trading

Governo se reúne com grupos empresariais para discutir transição energética


Brasil deve exibir dois pactos energéticos destinados aos segmentos de hidrogênio e biocombustíveis.


A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o Ministério de Minas e Energia (MME) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) se reuniram com associações empresariais brasileiras e dirigentes de 45 grupos privados para anunciar, no Diálogo de Alto Nível das Nações Unidas sobre Energia, as linhas de atuação do Brasil. O debate aconteceu no dia 8 de junho.


Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, aponta que os grupos empresariais que participaram do encontro manifestaram interesse em compreender melhor o processo que está ocorrendo na Organização das Nações Unidas (ONU). “Trata-se de uma plataforma privilegiada para as empresas brasileiras apresentarem suas práticas de ESG e assumirem compromissos voluntários de descarbonização”.


“A meu ver, essa é uma demonstração inequívoca de que o setor privado brasileiro está muito sensível a esses temas e atento para as transformações em curso”, afirmou Albuquerque no dia 9 de junho durante evento on-line realizado pela FGV Energia.


O evento abarcou apresentações do EPE, MRE e MME sobre a participação do Brasil no Diálogo de Alto Nível. Foram explicadas as principais características da atuação, destacando a oportunidade que se instaura para grupos nacionais, sejam eles grandes consumidores ou produtores de energia.


A ONU divulgou, em janeiro, os países selecionados para comandar o Diálogo de Alto Nível das Nações Unidas sobre Energia. O Brasil foi escolhido para dirigir um dos eixos fundamentais da iniciativa: a área da transição energética.


De acordo com o MME, o governo nacional deve expor dois pactos energéticos para os segmentos de hidrogênio e biocombustíveis. Estima-se uma reunião informativa com o secretário da ONU no dia 17 de junho, que estará aberta para representantes do setor privado brasileiro que possuem interesse em formatar pactos energéticos. O objetivo é proporcionar visibilidade para as atuações de ESG em assuntos focados em energia renovável e limpa.


O diálogo acontecerá durante 2021 e deve ser concluído perto da próxima Assembleia Geral das Nações Unidas em Nova York, que foi programada para setembro. O Diálogo de Alto Nível consiste na primeira reunião global centrada na temática de energia viabilizada pela ONU desde a Conferência das Nações Unidas sobre Fontes Novas e Renováveis de Energia, que ocorreu em 1981 em Nairóbi.



Fonte: Portal Solar

8 visualizações0 comentário