Buscar
  • Ecoflex Trading

GD solar cresce 70% em um ano e atinge marca de 10 GW


Geração distribuída fotovoltaica já está presente em mais de 98,2% dos municípios brasileiros

A energia solar atingiu a marca histórica de 10 GW de potência instalada em GD (geração distribuída) no Brasil nesta quinta-feira (06), segundo levantamento realizado pelo Canal Solar, com base em dados ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Trata-se de um crescimento de mais 70% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o segmento possuía apenas 5,84 GW em 7 de abril de 2021.

Os números contabilizados pela Agência mostram ainda que o país possui hoje pouco mais de 930 mil sistemas fotovoltaicos conectados à rede, trazendo economia e sustentabilidade para mais de 1,17 milhão de UCs (unidades consumidoras).

Atualmente, a fonte também já está presente em mais de 98,2% dos municípios brasileiros (5.470 dos 5.570) e em todos os estados do país, sendo Minas Gerais (1,69 GW), São Paulo (1,29 GW) e Rio Grande do Sul (1,15 GW) os que têm os maiores volumes acumulados.

No momento, os três estados, são os únicos que já ultrapassaram a marca de 1 GW em potência instalada.

Já entre as classes de consumo, a residencial é quem lidera as estatísticas, com 4,5 GW, ou cerca de 45% do total acumulado em potência instalada.

Na sequência, aparecem os estabelecimentos comerciais (3,25 GW), consumidores rurais (1,36 GW) e indústrias (0,75 GW); além dos sistemas instalados em prédios do poder público e iluminação de ruas e avenidas municipais, que hoje somam pouco mais de 0,12 GW.

Crescimento da solar

Nos últimos dez anos, a energia solar já contabilizou mais R$ 52,4 bilhões em novos investimentos, que geraram mais de 300 mil empregos acumulados no período em todas as regiões do Brasil, segundo a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

No entendimento da entidade, o país deverá ter em 2022 o melhor ano da história da energia fotovoltaica. “A geração própria de energia solar seguirá crescendo a passos largos e deverá praticamente dobrar sua potência operacional instalada, impulsionada pelos aumentos nas tarifas de energia elétrica acima da inflação e pela publicação da Lei nº 14.300”, destacou a ABSOLAR.


Fonte: canalsolar.com.br

3 visualizações0 comentário