top of page

Gasolina comum ou aditivada? Entenda as diferenças entre as variações do combustível


Durante o abastecimento, é frequente a pergunta dos frentistas para os condutores: “Gasolina comum ou aditivada?”. Apesar de ambos os tipos serem parecidos e terem a mesma função, existem algumas diferenças entre eles. O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará, Sindipostos-CE, explica as vantagens e desvantagens dos dois combustíveis.

“As duas gasolinas possuem cerca de 50 componentes e cumprem a mesma função. A diferença é que a aditivada ajuda a manter o motor limpo e sem acúmulo de resíduo causado pela queima do combustível. Ou seja, a potência do veículo não é alterada, porém, a retirada desses resíduos é importante para a saúde do veículo a longo prazo”, explica Antônio José, assessor de assuntos econômicos do Sindipostos-CE.

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, ANP, a gasolina aditivada seria recomendada para locais com muito trânsito e tráfego lento. Enquanto isso, a gasolina comum seria indicada para veículos que vão atingir velocidades maiores em viagens, por exemplo, em estradas e rodovias.

Outra informação importante sobre abastecimento é que a alteração do combustível comum para o aditivado não pode ser feita de forma brusca. “Uma mudança rápida pode prejudicar o motor que já estava acostumado com o outro combustível. Para fazer essa mudança da comum para a aditivada, é preciso que o motorista tenha paciência e abasteça com uma mistura das duas gasolinas nas primeiras semanas”, conclui Antônio José.


12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page