Buscar
  • Ecoflex Trading

Exportações brasileiras de etanol somam 343,3 milhões de litros no 1º bimestre de 2021

Volume acumulado é o maior registrado pelo país desde 2016, quando foram comercializados 426,1 milhões de litros no mercado externo


Embora a quantidade de etanol exportada mensalmente pelo Brasil esteja caindo desde novembro, as usinas brasileiras enviaram 4,1% mais biocombustível para fora do país em fevereiro deste ano na comparação com o mesmo período de 2020. No total, foram 156,66 milhões de litros, o resultado mais elevado para o mês desde os 306,16 milhões de 2016.


No acumulado de 2021, as exportações de etanol somaram 343,31 milhões de litros, 50,9% a mais do que no primeiro bimestre do ano passado. Os dados detalhados deste mercado foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia.


No bimestre, os principais destinos do biocombustível foram: Coreia do Sul (81,83 mi L), Países Baixos (23,83 mi L) e China (16,22 mi L). Os Estados Unidos, que costumam figurar entre os principais importadores, ficaram na décima posição, com 1,85 milhão de litros.


De acordo com os números apresentados, o preço médio do etanol exportado em fevereiro foi de US$ 461,35 por metro cúbico. O valor está levemente acima dos US$ 460,48/m³ vistos em janeiro, mas está 19,6% abaixo dos US$ 574,13/m³ contabilizados em fevereiro de 2020.


Com esta redução no preço médio, nem mesmo o maior volume comercializado foi capaz de compensar a queda na receita. Em fevereiro, as exportações de etanol movimentaram US$ 72,28 milhões, 16,3% a menos que um ano antes.


Ainda assim, no acumulado de 2021, a receita com as vendas de etanol foi de US$ 158,22 milhões, o que representa 22% de aumento na comparação anual.



Fonte: NovaCana

7 visualizações0 comentário