Buscar
  • Ecoflex Trading

Exportação brasileira de etanol volta a ultrapassar 300 milhões de litros mensais


As vendas de etanol para o mercado externo mostraram aquecimento em junho. Segundo números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, 310,26 milhões de litros foram exportados no mês, alta de 10,5% na comparação anual. Este também é o valor mais alto desde os 369,81 milhões de litros registrados em outubro do ano passado. Com isso, no primeiro semestre do ano, as exportações acumulam 1,07 bilhão de litros, elevação anual de 32,7%. Neste caso, o resultado para o período é o melhor desde os 1,08 bilhão de litros vistos em 2017. No acumulado do ano, os principais destinos do biocombustível brasileiro foram: Coreia do Sul (380,71 mi L), Estados Unidos (277,40 mi L), China (64,99 mi L), Índia (57,19 mi L) e Países Baixos (51,35 mi L). Especificamente em junho, os maiores mercados foram: Coreia do Sul (104,98 mi L), Estados Unidos (98,44 mi L) e Índia (57,10 mi L). De acordo com a Secex, o etanol brasileiro foi comercializado, em média, a US$ 499,96 por metro cúbico ao longo do semestre, gerando uma receita de US$ 535,07 milhões. Em relação aos primeiros seis meses de 2020, houve avanço de 3,8% e 37,7%, respectivamente. Considerando apenas o mês de junho, por sua vez, o preço médio foi de US$ 524,87, avanço de 29,2% ante o mesmo mês de 2020, mas retração de 9,7% ante os US$ 581,46/m³ observados em maio. Já a receita, puxada principalmente pelo maior volume comercializado, registrou uma elevação de 120,1% sobre maio deste ano e de 42,8% sobre junho de 2020, chegando a US$ 162,85 milhões.


Texto extraído do boletim SCA

Fonte: Nova Cana

8 visualizações0 comentário