Buscar
  • Ecoflex Trading

Energia solar bate recorde no primeiro semestre de 2021

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, foram instalados 1,32 GW de potência no Brasil


O Brasil fechou o primeiro semestre deste ano com a instalação de 1,32 GW de potência solar. Trata-se do maior montante já registrado na história do período, segundo dados apurados pelo Canal Solar junto à ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

O volume de potência solar contabilizado no ano é cerca de 4% maior do que o registrado no mesmo período de 2020, quando 1,27 GW foram computados no sistema da Agência entre os dias 1º de janeiro e 30 de junho.

Os dados, inclusive, mostram que os números da geração solar ficam maiores a cada novo primeiro semestre. Para se ter uma ideia, o volume de potência instalada, entre janeiro e junho deste ano, é 135% e 842% maior do que em relação ao mesmo período de 2019 (0,56 GW) e 2018 (0,14 GW), respectivamente.

Na avaliação de Leandro Martins, presidente da Ecori Energia Solar, os números obtidos no período foram extremamente positivos. “Temos certeza de que esse setor vai seguir em expansão em patamares elevados. E, de agora até o final do ano, mais de 2 GW vão ser conectados e aparecer na estatística da ANEEL também”, acredita ele.

Dentre as regiões brasileiras, a que mais instalou potência solar no primeiro semestre deste ano foi a Sudeste, com cerca de 0,49 GW. Na sequência, aparecem: Nordeste (0,28 GW); Sul (0,23 GW); Centro-Oeste (0,22 GW) e Norte (0,1 GW), respectivamente.

Entre as classes de consumo, os lares brasileiros foram os que tiveram os maiores volumes de potência instalada, com 0,65 GW, cerca de 50% do total. Também se destacam neste quesito os empreendimentos comerciais e as propriedades rurais, com 0,37 GW e 0,19 GW, respectivamente.

Os dados revelam ainda que mais de 131,5 mil unidades de GD solar foram introduzidas no sistema brasileiro entre janeiro e junho, o que representa um aumento de 33,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando 98,5 mil unidades foram instaladas.


Investimentos

Segundo projeções da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), a soma dos novos investimentos privados em energia solar deverá ultrapassar a barreira dos R$ 22,6 bilhões neste ano, um aumento de cerca de 75% em relação aos R$ 13 bilhões que foram injetados no setor em 2020.

A entidade estima ainda que o setor fotovoltaico deverá gerar mais de 147 mil empregos por todo o território nacional em 2021. A perspectiva é finalizar o ano com um total acumulado de 377 mil empregos no país desde 2012, sendo a maior parte desta parcela para o segmento de GD, com 118 mil novos postos de trabalho.



Por Henrique Hein

Fonte: Canal Solar

4 visualizações0 comentário