Buscar
  • Ecoflex Trading

Energia solar atinge marca histórica de 11 GW no Brasil

Marca foi alcançada menos de um mês após o setor ter ultrapassado os 10 GW de potência operacional


O Brasil ultrapassou a marca de 11 GW de potência operacional da fonte solar em usinas de grande porte e em pequenos e médios sistemas instalados em telhados, fachadas e terrenos. É o que apontam dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Segundo a Agência, o segmento de GD (geração distribuída) conta atualmente com 7,16 GW de potência fotovoltaica instalada, enquanto que a GC (geração centralizada) opera neste instante com 3,84 GW em usinas solares, o equivalente a cerca de 2,1% da matriz elétrica brasileira.

A marca foi alcançada menos de um mês após a solar ter ultrapassado os 10 GW de potência operacional, no dia 20 de agosto deste ano. O recorde também reforça o crescimento do setor fotovoltaico nos últimos anos, que viu a sua potência operacional mais do que dobrar em um ano e meio, saltando de 5 GW em abril de 2020 para os atuais 11 GW.


Geração distribuída

Com 7,16 GW de potência instalada, a modalidade vem registrando uma expansão meteórica nos últimos anos. Na comparação com o começo do ano, por exemplo, quando a GD estava em 4,73 GW em janeiro, o crescimento foi de 51,37%.

Até o momento, a região brasileira que mais instalou potência solar no segmento de GD foi a Sudeste, com certa de 2,65 GW. Logo atrás, aparecem o Sul do país (1,50 GW), seguido pelo Nordeste (1,37 GW); Centro-Oeste (1,23 GW) e Norte (0,39 GW).

Entre as classes de consumo, os lares brasileiros são os que acumulam os maiores volumes, com 3 GW de potência instalada, atingidos nesta semana. O Brasil também conta com outros 2,53 GW gerados a partir de estabelecimentos comerciais; 974 MW das propriedades rurais e 562 MW do polo industrial.

Já energia solar provida de sistemas instalados em prédios do poder público, de unidades de serviços públicos e de iluminação de ruas e avenidas municipais foram responsáveis pela geração conjunta de outros 95 MW.

Os dados da ANEEL também revelam que pouco mais de 631,2 mil unidades de GD solar foram introduzidas no sistema brasileiro desde o início da expansão da fonte, em 2012. Os números representam um aumento de 86,3% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando havia 338,7 mil unidades instaladas.


Geração Centralizada

Com 3,84 GW de potência em operação no país, as usinas solares de grande porte são, atualmente, a sexta maior fonte de geração do Brasil. Dentre as regiões, o Nordeste é a que contabiliza o maior montante (2,78 GW), nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

O Sudeste aparece na sequência, com 1,02 GW de potência operacional nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo. Já as regiões Centro Oeste, Sul e Norte contabilizam juntas cerca de 0,4 GW de potência fiscalizada.

Além das mais de 4,3 mil usinas solares em operação, o país também conta com 81 empreendimentos em construção e 686 com construção não iniciada. Juntos, os novos espaços devem entregar mais de 29,8 GW de potência solar ao Brasil nos próximos anos.



Por Henrique Hein

Fonte:Canal Solar

2 visualizações0 comentário