Buscar
  • Ecoflex Trading

Energia solar: ampliação de crédito do Plano Safra vai beneficiar setor, diz Absolar

Nova edição do programa de financiamento do governo trouxe avanço para sustentabilidade no meio rural, com a ampliação de recursos para investimento nessa matriz energética, diz a entidade


O casamento entre a energia solar e o agronegócio recebeu um reforço no Plano Safra 2021/2022, com a inclusão do financiamento para projetos de energia renovável no Programa ABC, avaliou a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar). "A nova edição trouxe um importante avanço para a sustentabilidade no meio rural, com a ampliação de recursos e opções de financiamento para produtores rurais que buscam investir em energia solar", disse a Absolar em nota. Já incentivam o uso de energia renovável os programas voltados para o agronegócio Pronaf, Inovagro e Prodecoop. Os investimentos em energia solar nas propriedades rurais ultrapassam R$ 3,7 bilhões no país. Atualmente, os produtores rurais representam 13,1% da potência instalada na geração própria de energia solar, com mais de 37 mil sistemas instalados em propriedades rurais, que geraram mais de 23 mil empregos no Brasil. "Somadas, essas linhas do Plano Safra representam R$ 26,9 bilhões para investimentos em projetos no meio rural, um aumento de 56% em relação aos R$ 17,3 bilhões da edição anterior", informou a entidade. De acordo com o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, a sinergia entre o agro e a solar fotovoltaica é imensa, com diversas aplicações na produção rural. "A tecnologia é extremamente versátil e pode ser utilizada, por exemplo, no bombeamento e na irrigação de água, na refrigeração de carnes, leite e outros produtos, na regulação de temperatura para a produção de aves, na iluminação, em cercas elétricas, em sistemas de telecomunicação, no monitoramento da propriedade rural, entre muitas outras funcionalidades", disse.

Fonte: Canal Rural

4 visualizações0 comentário