Buscar
  • Ecoflex Trading

De acordo com Datafolha, 83% dos brasileiros acreditam que energia elétrica é cara




A opinião dos brasileiros a respeito do setor elétrico foi apresentada na Pesquisa de Opinião Pública 2021, desenvolvida pelo Datafolha e requerida pela Associação Brasileira de Comercializadores de Energia (Abraceel).


Divulgada no dia 03 de agosto, as informações colhidas mostram que, para 83% dos entrevistados, a energia permanece com o valor elevado. Isto é, a cada 10 brasileiros, 8 acreditam que seja caro ou muito caro o valor da energia elétrica.


Os dados mostram que, para 53% dos entrevistados, o cenário é causado pela alta na carga tributária; para 19%, o motivo dos valores elevados encontra-se na ausência de concorrência no mercado ou na impossibilidade de eleger a empresa que fornecerá energia elétrica; para 14%, o fenômeno é causado por interferência do governo; e, para 10%, o desperdício é o fator principal que deixa a energia mais cara.


Segundo a mesma pesquisa, 81% dos brasileiros gostariam de decidir qual empresa será a fornecedora de energia, sendo o percentual mais elevado entre as pesquisas feitas pela Abraceel desde 2014. Caso a livre escolha fosse aderida, 70% dos entrevistados iriam mudar de fornecedor, saindo do atual e procurando outro que tivesse um preço menor.


Apesar do preço ser mostrado por 70% dos entrevistados como a principal razão para a troca, outros motivos também aparecem. A busca por fontes limpas de energia, por exemplo, é importante para 20% dos participantes. Já para 15%, a qualidade no atendimento também seria colocada na balança na escolha do fornecedor de energia. A pesquisa ainda aponta que apenas 30% não mudariam de fornecedor, indicando a confiança no serviço atual feito pela empresa como fator fundamental para sua decisão.


Segundo o presidente executivo da Abraceel, Reginaldo Medeiros, outra informação relevante da pesquisa é que 92% desejam gerar energia elétrica em casa. “O número também surpreende entre os brasileiros que pagariam um preço maior para incentivar a geração de energia de fontes renováveis, com 46% dos entrevistados, ante 39% da pesquisa de 2020. Isso mostra claramente um aumento na preocupação com o meio ambiente”, observou.


Pandemia faz a conta ter maior peso

O estudo ainda apontou que a pandemia da Covid-19 fez com que a conta de luz pesasse mais no orçamento das famílias de 79% dos participantes, por conta do maior tempo passado em casa e da diminuição da renda; 74% disseram que estão economizando energia elétrica para causar a redução na conta.


As informações foram apuradas em maio deste ano, e as entrevistas foram feitas com 2.081 pessoas de todo o Brasil, com 16 anos ou mais, distribuídas em 130 municípios, sendo 53% mulheres e 47% homens. O estudo está na sua oitava edição e pretende conhecer a opinião dos brasileiros a respeito do setor elétrico do país, além de traçar perspectivas futuras.



Fonte: Portal Solar

5 visualizações0 comentário