Buscar
  • Ecoflex Trading

Contratos futuros do açúcar fecham em baixa com previsão de mercado bem suprido


Os contratos futuros do açúcar fecharam em baixa nas bolsas internacionais nesta quarta-feira (26), pressionados pelas estimativas de que o mercado permanece "relativamente bem suprido e há poucas razões para que os preços tenham um rali significativo", destacaram analistas ouvidos pela Reuters, que ainda acrescentaram que algumas chuvas nos últimos dias nas áreas produtoras de açúcar do Brasil devem aliviar parte da seca. Na ICE de Nova York, o açúcar bruto caiu 1,5% no vencimento julho/21, com os contratos negociados em 16,78 centavos de dólar por libra-peso, 26 pontos a menos que a véspera. Já a tela outubro/21 foi comercializada a 16,93 cts/lb, baixa de 25 pontos. Os demais contratos caíram entre 12 e 18 pontos. Ainda segundo a Reuters, "a produção de açúcar e etanol no centro-sul do Brasil progrediu acima das expectativas na primeira metade de maio". A Agência trouxe ainda a informação de que a Cristal Union, segunda maior produtora de açúcar da França, deve se beneficiar ainda mais dos altos preços do adoçante, com uma expectativa de recuperação na produção em 2021/22. "O serviço de monitoramento das colheitas da União Europeia diminuiu levemente sua estimativa para a produtividade da safra da beterraba sacarina, a 75,5 toneladas por hectare, ante projeção anterior de 75,6 t/há", destacou. Açúcar branco Em Londres, o açúcar branco também fechou em baixa em todos os lotes. A tonelada, no vencimento agosto/21, foi comercializada ontem em US$ 450,00, desvalorização de 5,90 dólares, ou 1,3% no comparativo com a véspera. A tela outubro/21 depreciou 5,20 dólares. Os demais vencimentos caíram entre 3,80 e 4,80 dólares. Açúcar cristal Pelo segundo dia seguido o Indicador Cepea/Esalq, da USP, para o açúcar cristal fechou em baixa. Ontem, a saca de 50 quilos foi negociada pelas usinas em R$ 115,88, contra R$ 116,40 da véspera, desvalorização de 0,45% no comparativo entre os dias. Etanol hidratado Nesta quarta-feira o etanol hidratado fechou novamente em alta pelo Indicador Diário Paulínia, com o metro cúbico negociado em R$ 2.915,50, valorização de 0,43% comparando com os preços do dia anterior, quando o biocombustível foi negociado em R$ 2.903,00 o m³.


Rogério Mian Fonte: Agência UDOP de Notícias

1 visualização0 comentário