top of page

Consumidor retraído e força do real impactam mercado brasileiro de milho


O mercado brasileiro de milho registrou novos movimentos de queda nos preços ao longo da semana. Segundo a SAFRAS Consultoria, os consumidores seguem retraídos nas aquisições, apostando em uma colheita forte na segunda safra, realizando apenas compras pontuais para atender as necessidades mais urgentes de demanda.


Os produtores, por sua vez, seguem ofertando grandes volumes do cereal para venda, necessitando de espaços nos armazéns para estocar a safra de soja, o que acaba contribuindo para pressionar ainda mais as cotações no cenário doméstico.


De acordo com a SAFRAS Consultoria, o movimento de valorização do real frente ao dólar nos últimos dias também afetou o ritmo de comercialização do milho, contribuindo para uma queda nas cotações dos portos envolvendo negócios futuros para a safrinha de milho.


Com o maior interesse vendedor e o fraco interesse na ponta compradora, o valor médio da saca de milho no Brasil chegou a R$ 75,57 ontem (13), valor abaixo do praticado na semana passada, de R$ 78,03.


No mercado disponível ao produtor, o preço do milho em Cascavel, Paraná, foi cotado a R$ 77,00 ontem (13), queda de 3,75% frente à semana passada, de R$ 80,00, na base de venda. Em Campinas/CIF, a cotação caiu 4,73% na base de venda na semana, de R$ 84,50 para R$ 80,50 a saca. Na região Mogiana paulista, o cereal retrocedeu 3,75%, de R$ 80,00 para R$ 77,00 a saca.


Em Rondonópolis, Mato Grosso, a cotação baixou 4,41%, de R$ 68,00 para R$ 65,00 a saca. Já em Erechim, Rio Grande do Sul, o preço no balanço semanal retrocedeu 1,18%, de R$ 84,50 para R$ 83,50 a saca na venda.


Em Uberlândia, Minas Gerais, o preço na venda na semana retrocedeu 5,19%, de R$ 77,00 para R$ 73,00 a saca. E em Rio Verde, Goiás, o preço na venda recuou 1,39%, de R$ 72,00 para R$ 71,00 a saca.


Exportações de milho em abril


As exportações de milho do Brasil apresentaram receita de US$ 57,529 milhões em abril (4 dias úteis), com média diária de US$ 14,382 milhões. A quantidade total de milho exportada pelo país ficou em 195,344 mil toneladas, com média de 48,836 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 294,50.


Em relação a abril de 2022, houve alta de 17,9% no valor médio diário da exportação, avanço de 34,4% na quantidade média diária exportada e desvalorização de 12,3% no preço médio. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.


Fonte:https://www.udop.com.br/

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page