Buscar
  • Ecoflex Trading

Com perspectiva de déficit mundial de 3,3 m/t mercado de açúcar fecha misto nas bolsas internacional


O mercado futuro do açúcar fechou misto nesta segunda-feira (25) nas bolsas de Nova York (açúcar bruto) e Londres (açúcar branco). Segundo analistas, o dia foi marcado por ajustes altistas, após perda na sessão anterior, mas o mercado se viu pressionado, ainda, pela divulgação de novos números sobre a safra 2021/22. Em Nova York, o vencimento março/21 fechou cotado em 15,74 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 13 pontos no comparativo com as cotações de sexta-feira (22). Já a tela maio/21 recuou 6 pontos, comercializada em 15,02 cts/lb. O vencimento julho/21, por sua vez, subiu 1 ponto, negociado em 14,62 cts/lb. Em Londres, o dia foi de pequena variação positiva para o açúcar branco, comercializado, no vencimento março/21 a US$ 445,20 a tonelada, valorização de 40 centavos de dólar no comparativo com os preços de sexta-feira. StoneX eleva projeção de déficit O mercado mundial de açúcar acordou ontem com a notícia de que a consultoria StoneX elevou suas projeções de déficit no mercado global de açúcar na atual temporada 2020/21 que se encerra em setembro. Pelos novos números da StoneX, o déficit mundial deve atingir 3,3 milhões de toneladas, maior patamar desde 2015/16, em meio a perspectivas de menor potencial produtivo e demanda firme. Em outubro, a consultoria havia estimado o déficit mundial em 2,2 milhões de toneladas. "Consequentemente, os estoques finais de 2020/21 estão estimados em 74 milhões de toneladas, levando a relação estoque-uso para 39,6% -- a menor desde a temporada 2016/17 e que se situa 2,1 pontos percentuais abaixo de 2019/20", afirmou a consultoria em nota. Segundo analistas de mercado, a perspectiva de menor potencial produtivo de açúcar em importantes players leva em conta, principalmente, os cenários na Tailândia, União Europeia e Rússia. Mercado doméstico de açúcar O mercado doméstico de açúcar iniciou a semana em baixa ontem (25), com a saca de 50 quilos do tipo cristal comercializada em R$ 106,60, contra R$ 107,64 de sexta-feira, baixa de 0,97% no comparativo entre as datas, segundo os índices do Cepea/Esalq, da USP. Etanol diário Já o etanol hidratado começou a semana em alta pelo Indicador Diário Paulínia, com o metro cúbico comercializado em R$ 2.199,50, variação positiva de 0,48% no comparativo com os preços da véspera.


Rogério Mian Fonte: Agência UDOP de Notícias

1 visualização0 comentário