Buscar
  • Ecoflex Trading

Com nova ameaça de geada, preços do açúcar iniciam a semana em alta



Novas ameaças de geada para o final desta semana pressionaram as cotações do açúcar nas bolsas internacionais nesta segunda-feira (26). Houve valorização em todos os lotes do açúcar bruto (Nova York). Em Londres, o açúcar branco fechou misto. Na ICE, de NY, os contratos com vencimento outubro/21 fecharam cotados em 18,42 centavos de dólar por libra-peso, alta de 25 pontos, ou 1,4% quando comparado aos preços da última sexta-feira. Já a tela março/22 foi contratada a 18,81 cts/lb, 22 pontos a mais do que a sessão anterior. Os demais contratos subiram entre 5 e 17 pontos. Segundo a Reuters, operadores afirmaram que o mercado obteve apoio da onda de frio no Brasil, que também é um grande produtor de açúcar, embora a ameaça ao açúcar seja menor do que a do café. "O fato de os preços do açúcar terem respondido de forma mais moderada (às geadas no Brasil) se deve à maior resistência às geadas da cana-de-açúcar em comparação com o café. Além disso, a colheita da safra deste ano está praticamente concluída nas áreas em questão", disse o Commerzbank em nota divulgada pela Reuters. Açúcar branco

Em Londres o açúcar branco fechou misto nesta segunda. O vencimento outubro/21 foi contratado a US$ 456,40 a tonelada, desvalorização de 1,30 dólar. Já a tela dezembro/21 recuou 60 cents de dólar. Os demais lotes oscilaram entre desvalorização de 2,10 dólares e alta de 1,10 dólar. Mercado doméstico No mercado doméstico o açúcar cristal iniciou a semana, pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP, valorizado em 0,56%. A saca de 50 quilos foi negociada a R$ 117,61, contra R$ 116,96 a saca, praticado na sexta-feira. Etanol hidratado Após seis dias seguidos em queda o etanol hidratado voltou a subir ontem pelo Indicador Diário Paulínia. O metro cúbico do biocombustível foi negociado em R$ 2.975,50, contra R$ 2.954,00 o m³ praticado na sexta-feira, valorização de 0,73% no comparativo. Fonte: Agência UDOP de Notícias

Por: Rogério Mian

5 visualizações0 comentário