Buscar
  • Ecoflex Trading

Com licitações no Sudeste, Sul e Nordeste, setor solar fotovoltaico conta com oportunidades


Com processos concorrenciais para prestadores e fornecedores de serviço do mercado solar fotovoltaico nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste, empreendedores do setor contam com oportunidades de negócios no mês de abril.


A Prefeitura Municipal de Bernardino Batista, situada na Paraíba, procura a contratação de empresa especializada com objetivo de implantar (fornecer e instalar) sistemas de geração de energia solar fotovoltaica ligada à rede em prédios públicos do município. As propostas deverão ser iniciadas até o dia 22 de abril.


Com prazo de início dos projetos ainda não divulgado, a Companhia Hidrelétrica de São Francisco (CHESF), em Recife (PE), anuncia chamada pública para recepção de proposta(s) de projeto de desenvolvimento, inovação e pesquisa denominado “expansão da exploração da energia solar em reservatórios de hidrelétricas em distintas condições ambientais e tecnológicas”.


Já em São Paulo, com 23 de abril como prazo de abertura das propostas, a Prefeitura Municipal de Itatinga conta com processo para contratar empresa para instalação de usina fotovoltaica localizada na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Maria De Lourdes Esteves Bronzatto.


Com prazo ainda não confirmado, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), localizada em Belo Horizonte, abre concorrência visando à implantação da usina fotovoltaica de Três Marias. Também com prazo que não foi definido, ainda na capital mineira, a Fundação de Desenvolvimento e Pesquisa possui processo para obtenção de serviços e materiais para execução do curso de formação inicial e continuada de instalador de sistemas solares fotovoltaicos.


Com propostas que deverão ser abertas até 20 de abril, a Câmara Municipal Venâncio Aires, no Rio Grande do Sul, procura contratação de empresa para instalação e execução de microgerador fotovoltaico no prédio do órgão público.


A Prefeitura Municipal de Munhoz de Mello, no Paraná, conta com processo para adquirir uma usina fotovoltaica destinada à geração de energia para os prédios públicos com potência de 278,80 kwp e, com objetivo de assegurar a compensação da energia consumida pela iluminação pública, outra usina com potência de 145,14 kwp, visando conquistar seu pleno funcionamento por meio do desenvolvimento e execução de todos os serviços complementares de operação e projetos executivos. As propostas deverão ser iniciadas até 22 de abril.


Com prazo para início dos projetos ainda não informado, no mesmo estado, a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa abre inscrição para potenciais interessados que têm capacidade técnica de elaborar e apresentar levantamentos, pesquisas, estudos de viabilidade e investigações de forma a subsidiar eventual processo de licitação, relacionado à prestação de serviço público de fornecimento e geração de energia com a utilização do terreno do antigo Aterro do Botuquara e os recursos oriundos deste, seja na categoria eólica, gás, fotovoltaica ou demais alternativas.



Fonte: Portal Solar

1 visualização0 comentário