top of page

Carros eletrificados têm recorde de venda; veja modelos que chegam ao Brasil em 2023


O mercado de carros eletrificados no Brasil começa 2023 celebrando recordes de venda. Com 4.503 unidades emplacadas no último mês, este foi o melhor janeiro da série histórica da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), desde 2012. Na comparação com janeiro do ano passado, o crescimento foi de 76% e, em relação a 2021, de 241%. Com isso, o total da frota de eletrificados leves em circulação no país ultrapassa os 131 mil.


Em 2022, a comercialização de veículos deste tipo já tinha fechado o ano com recorde: 49.245 unidades, 41% acima de 2021. "Vemos um crescimento constante e robusto das vendas pelo quinto ano seguido. O consumidor já percebe o elétrico como uma opção viável ao veículo convencional", comemorou o presidente da ABVE, Adalberto Maluf.


A expansão do mercado é mesmo motivo de entusiasmo, e para todos. O setor de transporte é responsável por um quarto das emissões globais de gases de efeito estufa, que contribuem para as mudanças climáticas, e a mobilidade elétrica é uma das principais estratégias para conter esse processo.


No Brasil, os veículos são o maior fator de emissão nas grandes cidades, segundo o Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG). Em Florianópolis (SC), Brasília (SC) e Curitiba (PR), por exemplo, cerca de 60% das emissões vêm apenas do transporte.


Mais opções para o consumidor


O mercado de carros elétricos encerrou 2022 com 128 modelos, de diferentes configurações e faixas de preço, outro recorde. Os campeões de venda foram o Corolla Cross e o Corolla Altis, ambos da Toyota, e o Tiggo 5X, da Caoa Cherry.


O avanço nas vendas vem também com a ampliação da infraestrutura de recarga desses veículos. Associados da ABVE estimam que existam hoje em torno de 3 mil eletropostos públicos e semipúblicos espalhados pelo Brasil, e a expectativa é que cheguem a 10 mil em 2025.


Ao longo deste ano, mais modelos estão previstos para chegar por aqui, entre totalmente elétricos e híbridos (conheça cinco deles a seguir). O preço elevado continua sendo um obstáculo -- o elétrico mais barato por aqui custa cerca de R$ 150 mil --, porém também há boas notícias nesse sentido.


O Brasil deve experimentar em breve um aumento no número de montadoras de elétricos. Em 2022, apenas a Toyota fabricava estes modelos aqui, segundo a ABVE. Para 2023, a Great Wall Motors e a Caoa Chery já anunciaram uma linha de híbridos no país e outras montadoras estão finalizando estudos para fazer o mesmo a partir de 2024. Isso deve reduzir os preços e os custos de manutenção.


"Temos a grande oportunidade de construir um novo parque industrial para veículos elétricos e híbridos no Brasil, incorporando as tecnologias mais modernas do mundo à tradicional competência brasileira em etanol e combustíveis de baixa emissão", disse Maluf.


6 carros elétricos e híbridos que chegam ao Brasil esse ano


BYD Yuan Plus EV - O SUV da chinesa BYD é 100% elétrico. Com motor de 204 cv e bateria de 60 kWh, o carro promete autonomia* de até 458 km. Segundo a montadora, em carregadores rápidos, a bateria pode subir de 30% para 80% em apenas meia hora. A bateria Blade, aliás, é um diferencial: em formato de lâminas, tem um sistema de gestão térmica, que otimiza o espaço e o uso da energia.

Preço: R$ 269.990


Chevrolet Bolt EUV - O utilitário baseado no já conhecido Bolt EV também é totalmente elétrico e, portanto, tem zero emissão de carbono. Possui motor elétrico de 204 cv e bateria de 65 kWh, o que assegura que rode 402 Km sem recarregar*, de acordo com a fabricante. Pode ser carregado até na tomada de casa, com uma tomada de carregamento de 240 volts.

Preço: ainda não anunciado


Fiat 500e Abarth - O primeiro EV da Abarth, marca esportiva da Fiat, é equipado com uma bateria de 42 kWh, acoplada ao motor elétrico de 155 cv. No carregamento rápido, alcança 80% da carga em 35 minutos e, para deslocamentos no dia a dia, garante 40 km de autonomia em apenas 5 minutos (a autonomia máxima não foi informada). Para os amantes do ronco do motor a combustão, o carro traz um simulador de som, que reproduz o barulho.

Preço: ainda não anunciado


Renault Mégane E-Tech - O modelo retorna ao Brasil no primeiro trimestre de 2023 como SUV 100% elétrico. Com motor elétrico de 220 cv e bateria de 60 kWh, garante autonomia* de 450 km. Em carregadores rápidos, de 130 kW, o carro recupera carga para 100 km em oito minutos e 300 km em 30 minutos. Usando materiais recicláveis no interior e exterior, 95% do veículo poderá ser reciclado no fim do seu ciclo de vida.

Preço: ainda não anunciado


Honda Civic e:HEV - A versão híbrida do Civic combina motor a combustão 2.0 de 143 cv com motor elétrico de 184 cv. O conjunto híbrido é autocarregável, portanto, não requer infraestrutura urbana e tomadas para recarga. Sua tecnologia garante maior atuação do modo elétrico, acionando automaticamente o motor a combustão apenas em situações de velocidades mais altas, que requerem maior eficiência energética. Preço: R$ 244.900


Ford Maverick Hybrid - A autonomia* da primeira picape híbrida do mercado brasileiro pode passar dos 800 km. O modelo une um motor 2.5 a gasolina de 164 cv e um motor elétrico de 128 cv, que é recarregado por meio do freio regenerativo (além de reduzir a velocidade e parar o carro, ele recupera parte da carga das baterias). Demais especificações não foram reveladas até o momento.

Preço: ainda não anunciado


Fonte:https://www.udop.com.br/

4 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page