Buscar
  • Ecoflex Trading

Bunge registrou lucro líquido de US$ 551 milhões no 4º trimestre de 2020


A americana Bunge, uma das maiores empresas de agronegócios do mundo, informou que registrou lucro líquido de US$ 551 milhões no quarto trimestre de 2020, ante prejuízo de US$ 51 milhões no mesmo período de 2019. Por ação, o lucro ficou em US$ 3,74, ante prejuízo líquido de US$ 0,48 um ano antes. Em uma base ajustada, o lucro líquido foi de US$ 3,0 por ação, ante US$ 1,69 por ação um ano antes.


O resultado líquido anual da companhia, por sua vez, passou de um prejuízo de US$ 1,28 bilhão em 2019, para um lucro de US$ 1,15 bilhão no ano passado.


O resultado trimestral antes de juros e impostos (Ebit) ficou em US$ 714 milhões, ante US$ 44 milhões um ano antes. O que a Bunge chama de "core Ebit ajustado" - o lucro operacional de suas principais atividades - somou US$ 637 milhões no quarto trimestre, com alta anual de 36,4%.


No ano, o Ebit ficou em US$ 1,63 bilhão, ante resultado negativo de US$ 891 milhões um ano antes.


A receita da empresa somou US$ 12,6 bilhões no quarto trimestre, abaixo dos US$ 10,78 bilhões do quarto trimestre de 2019. No ano, a receita ficou em US$ 41,4 bilhões, bastante próxima dos US$ 41,1 bilhões registados em 2019.


As vendas no segmento agribusiness da empresa, que inclui as operações de grãos, cresceram 4,22% no ano, para US$ 29,6 bilhões. Segundo comunicado da Bunge, os resultados do processamento de oleaginosas refletiram a demanda maior por óleos vegetais, particularmente a partir de “soft commodities”. Os resultados do processamento de soja foram semelhantes aos de 2019.


Na área de grãos, diz o texto da Bunge, a forte demanda impulsionou os resultados na América do Norte no quarto trimestre, enquanto na América do Sul “os ganhos diminuíram muito devido aos menores volumes de originação, uma vez que os agricultores aceleraram as vendas no início do ano.”


As vendas de derivados de oleaginosas da companhia cresceram 4,3% no ano, para US$ 9,6 bilhões. A área de produtos para moagem registrou vendas anuais de US$ 1,64 bilhão, frente a US$ 1,74 bilhão um ano antes.


Na área de fertilizantes, a receita anual caiu 6,9%, de US$ 520 milhões para US$ 484 milhões.


Na área de açúcar e energia, concentrada na joint venture com a BP, a Bunge registrou receita de US$ 142 milhões em 2020. Um ano antes, antes da parceria, as vendas ficaram em US$ 1,3 bilhão.


Em nota, o CEO da companhia, Greg Heckman, comentou: "Nosso desempenho em 2020 foi excepcional. Nossa equipe talentosa e o novo modelo operacional nos permitiu capturar o lado positivo das oportunidades de mercado e aprofundar as parcerias com os clientes. Nós entregamos estes fortes resultados ao concluir as ações do portfólio que identificamos importantes, aprimorando nossa disciplina e, mais importante, mantendo o foco na proteção e na segurança de nossa equipe durante esses tempos sem precedentes.”


“Olhando para o futuro, esperamos que o ambiente de mercado favorável continue em 2021, refletindo demanda forte e crescente, bem como oferta restrita.”



Fernanda Pressinott

Fonte: Valor Econômico

6 visualizações0 comentário