top of page

Bahia terá projeto de hidrogênio verde em escala industrial


A Unigel, uma das maiores empresas químicas da América Latina, anunciou que está investindo US$ 1,5 bilhão (R$ 7,8 bilhões, na cotação atual) para o desenvolvimento de um projeto de H2V (hidrogênio verde) em escala industrial no Brasil.

Até 2027, a capacidade instalada da fábrica, localizada na cidade de Camaçari, no estado da Bahia, será de 100 mil toneladas anuais de H2V.

Segundo a companhia, o empreendimento terá aportes em três fases. Na primeira etapa, já em construção, a Unigel está investindo US$ 120 milhões e contará com a tecnologia de eletrólise de alta eficiência da alemã thyssenkrupp nucera.

“Temos inúmeros diferenciais que nos permitem liderar o Brasil rumo à economia do hidrogênio e amônia verdes. Primeiro, a Unigel já tem capacidade de produção de amônia suficiente para dar destino ao H2V”, disse Roberto Noronha, CEO da Unigel.

“Além disso, temos acesso à infraestrutura e a fontes de energia limpa e competitiva no Polo Petroquímico de Camaçari. Por fim, ainda operamos um dos dois únicos terminais de amônia no Brasil, localizado no porto de Aratu, também na Bahia”, completou.

No atual momento, a Unigel afirmou que segue negociando parcerias estratégicas, linhas de financiamento adequadas e até acesso ao mercado de capitais por meio de um IPO para garantir a competitividade e realização das novas fases do programa, além de crescer em outras frentes estratégicas da empresa.

“Temos o único projeto em escala industrial em construção no Brasil. Localizada em Camaçari, a nossa fábrica deverá ser inaugurada até o final deste ano. A Unigel e a Bahia lideram o pioneirismo do Brasil no hidrogênio verde”, ressaltou.

Mais sobre o projeto

De acordo com a empresa, o investimento teve como etapa inicial a assinatura de um protocolo de intenções, no final de 2021, entre o governo da Bahia, por meio da SDE (Secretaria de Desenvolvimento Econômico) e a Unigel.

Posteriormente, em abril de 2022, foi instituído por meio de Decreto o Plano Estadual para a Economia de Hidrogênio Verde e lançada, em julho do mesmo ano, a pedra fundamental da planta da companhia em Camaçari.

“Trabalhar pela concretização desse empreendimento é nossa responsabilidade e temos a certeza de que a Bahia está preparada para colocar o Brasil no pioneirismo e no protagonismo dos investimentos em parques produtores de energias limpas. Isso demonstra o nosso compromisso permanente com o futuro do planeta”, enfatizou Jerônimo Rodrigues, governador da Bahia.

O plano de negócios da Unigel sinalizou que, assim que a operação começar, os produtos serão ofertados a clientes que encontram no H2V e na amônia verde uma importante solução para seus desafios de descarbonização.

Entre as aplicações estão o uso do hidrogênio na mobilidade, como combustível para diversos tipos de veículos, e como matéria-prima na siderurgia e no refino de petróleo. A amônia verde também deverá ser utilizada como combustível, em especial por navios graneleiros e porta-contêineres.

Ademais, destacaram que a amônia verde poderá fortalecer o portfólio de produtos sustentáveis da Unigel, uma vez que é matéria-prima na fabricação de fertilizantes e acrílicos.

“Dado o potencial do país na geração de energia eólica e solar, acredito que há uma grande oportunidade de ser referência para o mundo no hidrogênio verde, solução que traz versatilidade ao transformar energia renovável em matérias-primas e combustíveis Carbono Zero”, concluiu Roberto Noronha.


Fonte:https://canalsolar.com.br/

4 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page