Buscar
  • Ecoflex Trading

Básicos do Grupo III produzidos a partir do Carvão, na China


O Instituto Dalian de Fisicoquímica afirma ter desenvolvido um método para transformar a cera do processo Fischer-Tropsch em óleos básicos do grupo III de alto índice de viscosidade. O processo foi testado com sucesso na refinaria da PetroChina em Karamay, China, disseram as autoridades.


Básicos do grupo III na China

Os pesquisadores desenvolveram o processo na tentativa de ajudar o país a aumentar sua produção doméstica de óleos básicos do Grupo III.


Localizado na cidade portuária de Dalian ao norte, o instituto opera sob a direção da Academia Chinesa de Ciências. De acordo com reportagens locais, o instituto anunciou em 17 de maio que havia desenvolvido um processo que usa hidrogenação e isomerização.


O comunicado do instituto disse que o processo usa cera Fischer-Tropsch feita por instalações de CTL (carvão Para Líquidos). Ele disse que a cera Fischer-Tropsch à base de carvão produziu óleos básicos com Índice de Viscosidade de até 150, mas que inicialmente era difícil fazer óleos com pontos de fluidez tão baixos quanto aqueles desejados pelos formuladores de lubrificantes.


O instituto disse que a principal inovação de seus pesquisadores foi usar catalisadores de isomerização que produzem pontos de fluidez aceitáveis.


A China é um dos dois maiores mercados de lubrificantes do mundo e as refinarias domésticas aumentaram bastante o número de capacidade de produção de óleo básico nos últimos anos.


A maior parte dessa capacidade é do Grupo II, entretanto, os fabricantes de lubrificantes ainda dependem amplamente das importações para suas necessidades do Grupo III.


Fischer-Tropsch é uma tecnologia usada para fazer produtos de petróleo líquidos a partir do gás natural ou do carvão, quando usada em combinação com a liquefação do carvão. Os processos foram desenvolvidos na década de 1920, mas foram comercializados apenas em alguns casos até anos recentes.


Instalações de CTL se multiplicam

As empresas chinesas abriram pelo menos oito instalações de produção de carvão para líquidos nos últimos 13 anos, e a China agora tem o maior número dessas operações.


Algumas dessas instalações já produzem óleos básicos do Grupo III, mas o fazem usando tecnologia fornecida por empresas ocidentais.


A cera é um subproduto das plantas CTL. O instituto Dalian disse que o processo que desenvolveu para óleos básicos também produz solventes não aromáticos, fluidos de perfuração e óleos brancos.


Fonte: Portal Lubes

2 visualizações0 comentário