Buscar
  • Ecoflex Trading

Associações comerciais firmam parcerias para incentivar o uso da energia solar

Medidas adotadas no PR, SP e MG dão descontos de até 20%


A classe de consumo comercial é responsável por aproximadamente 2,4 GW de toda a potência de GD (geração distribuída) solar instalada no Brasil, segundo dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

A fim de fomentar o mercado solar, as associações de comércios e indústrias brasileiras oferecem incentivos para a adesão de sistemas solares fotovoltaicos, por meio de parcerias com empresas do setor de energias renováveis.

Recentemente, a ACIA (Associação Comercial e Industrial de Araçatuba) firmou convênio com o Consórcio Magalu, plataforma de consórcios da Magazine Luiza, e com a distribuidora de equipamentos fotovoltaicos SolarBens.

A parceria visa disponibilizar condições diferenciadas aos comerciantes de Araçatuba que aderirem ao uso de energia solar. O presidente da ACIA, Wilson Marinho, lembrou que o comércio vem sofrendo com a pandemia da Covid-19, sendo a despesa com energia elétrica um dos principais custos de alguns lojistas.

“Entendemos que esta é uma grande oportunidade de o comerciante viabilizar o seu negócio em meio a esta crise, assim como também na fase pós-pandêmica. A sustentabilidade é o caminho. Mas é bom os interessados se apressarem, pois, o acordo tem meta limitada a 50 clientes”, explicou Wilson Marinho, presidente da ACIA.

Segundo Fernando Vacari, diretor da SolarBens, associados da ACIA que comprarem equipamentos fotovoltaicos com a empresa, vão pagar com uma carta de crédito do consórcio. A SolarBens declarou que fará a instalação imediatamente após a contratação do serviço.

“A melhor forma de compra parcelada de um bem é o consórcio, que não cobra juros, mas somente uma taxa de administração”, destacou Cristiano Marinho, gestor de negócios do Consórcio Magalu.


Associações comerciais no Paraná

No estado paranaense, associações lançaram programas para incentivar o uso da energia solar. Entre elas a ACISA (Associação Comercial e Empresarial de Santa Helena), a ACIBRA (Associação Comercial e Empresarial de Pato Bragado) e a Acier (Associação Comercial de Entre Rios do Oeste).

Os associados da ACISA que fecharem a compra com a fornecedora fotovoltaica KR Solar terão 5% de desconto na compra. Já a ACIBRA e a Acier firmaram parceria com cooperativa de crédito SICREDI para a redução da taxa de juros na instalação de energia solar até o dia 30 de setembro.

De acordo com Giovani Fim, presidente da Acier, o desconto nas taxas de juros dos financiamentos de sistemas fotovoltaicos pode chegar a até 20% aos associados.

A ACIL (Associação Comercial e Industrial de Londrina) também firmou convênio com a cooperativa Paraná Energia e a CACINP (Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Norte do Paraná) para que os associados recebam descontos significativos na conta de luz.

A parceria visa estimular o consumo e a produção de energia a partir de fontes renováveis, já que a produção de energia limpa pode gerar desconto entre 10% a 12% na conta de energia.

“Com esse convênio, a Paraná Energia aluga diversas usinas eólicas, hidrelétricas, solares e de biogás para distribuir essa energia na rede da Copel. Em troca, a Copel oferece descontos que são divididos entre os associados”, destaca Angelo Pamplona, diretor comercial da ACIL e vice-presidente da CACINP.

“Não é preciso equipamento nem taxa de manutenção. Ou seja, é dinheiro no bolso do associado a partir de um convênio em que todo mundo ganha, inclusive o meio ambiente”, explica Pamplona.

O convênio beneficia empresas associadas à ACIL que estão inseridas do Grupo B, que utilizam energia de baixa tensão. A inscrição no convênio com a Paraná Energia custa R$ 200 (parcela única), referentes a capital social.


Associações comerciais em Minas Gerais

Em Minas Gerais, a ACE (Associação Comercial e Empresarial) de Teófilo Otoni em parceria com a FEDERAMINAS (Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais) trouxe o programa Vagalume.

O objetivo do programa é criar vários polos produtores de energia limpa e renovável para a classe empresarial e também disponibilizará toda a energia produzida aos empreendedores através de uma assinatura mensal que resultará em consideráveis descontos diretamente na sua conta de luz.

A ACE de Jacutinga e de Campo Belo também fazem parte da campanha da empresa de assinatura de energia Cemig Sim em parceria com a Mori, empresa de assinatura de energia e a FEDERAMINAS, que oferecem até 18% de desconto na conta de luz de comerciantes associados.



Por Giuliana Olivieri

Fonte: Canal Solar

2 visualizações0 comentário