top of page

Após ataques a torres de transmissão, ministério anuncia reforço de segurança


O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou nesta terça-feira (17) que a segurança próxima a torres de transmissão de energia será reforçada, após mais um ataque a torre de transmissão de energia no país, que ocorreu em Rondônia. O ministro se reuniu com membros da Policia Federal (PF), da Policia Rodoviária Federal (PRF), com empresas do setor e com a Associação Brasileira de Empresas de Transmissão de Energia Elétrica (Abrate).

“Há uma boa vontade muito grande de todos os players desse sistema, com implantação de videomonitoramento, implantação de vigilância via drone, e outros instrumentos muito modernos hoje que tem no mundo. E esse evento está servindo como uma oportunidade para que a gente avance na segurança desse grande patrimônio de todos os brasileiros.”, disse Silveira.


Com o ataque que ocorreu no sábado, segundo a Aneel (Agencia Nacional de Energia Elétrica), já são 16 casos de ataques a torres de transmissão, sendo quatro derrubadas (3 em Rondônia e 1 no Paraná) e 12 danificadas (4 no Paraná, 2 em São Paulo e 6 em Rondônia).

Os custos das ações de violência contra as linhas de transmissão serão cobertos pelas empresas do setor, segundo Alexandre Silveira. Entretanto, o ministro ressaltou que o sistema elétrico brasileiro é um patrimônio do povo brasileiro.

De acordo com Alexandre Silveira, a Policia Federal abriu inquérito para investigar os ataques, e o Ministério criou um grupo de trabalho para acompanhar as ações. Segundo ele, a pasta se adiantou a possíveis problemas mais graves.

“A polícia federal já está com vários procedimentos em andamento, inquéritos em andamento, vai falar sobre isso no momento oportuno. Mas o que posso dizer a toda a população é que todas as medidas necessárias ao monitoramento do sistema, tanto do Ministério de Minas e Energia (MME), quanto pela Aneel, quanto pelos nossos órgãos de inteligência, PF, PRF e MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública) estão envolvidos para que a gente possa virar a página desses ataques que não se justificam.”, completou.

Alexandre Silveira disse ainda que além das novas medidas de segurança, a Policia Rodoviária Federal irá atuar em pontos focais reforçando a segurança em locais próximos a essas torres. Perguntado se os ataques foram sabotagem ou têm ligação com os atos criminosos do dia 8, Alexandre Silveira disse que não é possível afirmar, mas que as investigações estão sendo conduzidas pela PF.

Fonte:https://www.cnnbrasil.com.br/

5 visualizações0 comentário
bottom of page