Buscar
  • Ecoflex Trading

Antaq dá sinal verde e formuladora de combustível fica mais perto do Porto de Fortaleza

O que deve baratear custos. Leilão da área deve acontecer até o final do primeiro semestre de 2022


A Companhia Docas do Ceará (CDC) obteve sinal verde para prosseguir com processo de concessão de retroárea do Porto de Fortaleza, chamada de MUC59. O aval foi dado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). A decisão significa que uma formuladora de combustível que será instalada no MUC59 está mais perto de sair do papel.


“Encaminhamos o estudo de viabilidade técnica para a Antaq que fez uma adequação e enviou uma proposta de arrendamento. Será aberta uma consulta pública para a sociedade, caso alguma empresa ou cidadão queira apresentar sugestões”, explica o diretor comercial do Porto de Fortaleza, Mário Jorge Cavalcanti.


O leilão de arrendamento deve ocorrer até junho de 2022, desde que não haja imprevisto nas etapas seguintes. Daí em diante haveria o sinal verde para que a formuladora de combustível seja construída no espaço. Uma formuladora de combustível é a empresa que compra a matéria-prima das refinarias e monta um composto chamado de óleo diesel e gasolina formulada. O combustível formulado é feito com um composto mais leve, com menos massa e menos energia. Consequentemente, o produto final tende a ser mais barato.


Os interessados no empreendimento terão o período entre 15 de fevereiro e 31 de março para manifestarem interesse em arrendar o local. O espaço já abrigou uma linha férrea da Transnordestina, mas estava ocioso há vários anos. Há expectativa de que o equipamento gere receitas para a Companhia Docas do Ceará. “Com a concessão dessa retroárea, a Companhia Docas do Ceará injetará novos recursos em caixa, podendo então dar sequência ao planejamento estratégico que tornará o Porto de Fortaleza mais moderno e cada vez mais competitivo”, explica a diretora-presidente da CDC, Mayhara Chaves.


Outros planos

O arrendamento do MUC59 para criar uma formuladora de combustível é uma peça de um plano maior da Companhia Docas do Ceará para revitalizar economicamente o Porto de Fortaleza.


Outro passo importante é a reformulação do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento Portuário (PDZP). Mário Jorge Cavalcanti diz que técnicos estão elaborando uma proposta que será apresentada no dia 18 de fevereiro.


Outro MUC em processo de arrendamento é o de número 01. Se trata de um Terminal de Granel Sólido Vegetal. Cavalcanti diz que ele está dois passos à frente do MUC59, nos trâmites burocráticos. Já foi feita consulta pública e o processo está nas mãos do Tribunal de Contas da União (TCU).



Fonte: O otimista

11 visualizações0 comentário