Buscar
  • Ecoflex Trading

Alta da gasolina favorece mercado internacional de açúcar que fecha em alta


O anúncio de nova alta nos preços da gasolina no Brasil, maior produtor mundial de açúcar, favoreceu o mercado futuro de açúcar que fechou em alta de mais de 2% nas bolsas internacionais na última sexta-feira (8). Novos negócios de exportação na Índia também influenciaram positivamente o mercado. Em Nova York o açúcar bruto fechou a sexta-feira, no vencimento março/22, cotado em 20,29 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 2,3%, ou 45 pontos, no comparativo com os preços de quinta. Já a tela maio/22 subiu 41 pontos, negociada em 19,81 cts/lb. Os demais lotes subiram entre 2 e 37 pontos. Segundo a Reuters, um corretor de açúcar no mercado de futuros nos Estados Unidos disse que o aumento da gasolina da Petrobras, de 7,2%, deverá elevar a paridade do etanol frente ao açúcar de 18,85 centavos para 20,13 centavos de dólar por libra-peso. "O etanol e o açúcar competem pela cana-de-açúcar no Brasil, com as usinas produzindo mais ou menos dependendo dos preços de mercado. Os preços mais altos da gasolina levam a preços mais altos do etanol e o açúcar normalmente acompanha", destacou. Açúcar branco Em Londres o açúcar branco também teve uma sexta-feira de alta em todos os vencimentos da ICE Europe. A tela dezembro/21 foi negociada a US$ 519,70 a tonelada, valorização de 9,20 dólares no comparativo com a véspera. Já o vencimento março/22, valorizou 8,20 dólares, com a tonelada negociada a US$ 515,50. Os demais lotes subiram entre 7,60 e 9,10 dólares. Açúcar cristal No mercado doméstico a sexta-feira também foi de alta no Indicador Cepea/Esalq, da USP, para o açúcar cristal. A saca de 50 quilos foi negociada em R$ 144,81, contra R$ 143,72 da véspera, valorização de 0,76% no comparativo.


Rogerio Mian Fonte: Agência UDOP de Notícias

9 visualizações0 comentário