top of page

Agrishow é vitrine de negócios para empresas de energia solarUm dos principais eventos


Soluções fotovoltaicas para o agronegócio brasileiro foram destaques durante a Agrishow 2023, 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação – uma das principais feiras de tecnologia agrícola do mundo, que acontece nesta semana em Ribeirão Preto (SP).

O evento começou na segunda-feira (1º) e segue até sexta (5). Diversas empresas que ofertam produtos e serviços para o mercado fotovoltaico expuseram suas soluções para profissionais e investidores do agronegócio brasileiro.

A Ecori Energia Solar apresentou nesta edição suas soluções para bombeamento solar e sistemas híbridos, além dos produtos já conhecidos pelo mercado em geral.

“A Ecori este ano deu um olhar mais focal para o agronegócio e visando isso, trouxemos soluções para atender este setor. Uma delas é o bombeamento de água 100% fotovoltaico. Basicamente, trabalhamos com os módulos e inversores que alimentam a bomba com a energia proveniente do Sol”, explicou Murilo Félix, gestor de agronegócios e grandes projetos na Ecori.

“Estamos demonstrando o funcionamento com 100% fotovoltaico e também com a opção de um painel de comando com a escolha de comutação com a rede, ou com gerador, caso haja necessidade de, por exemplo, ligar à noite”, pontua.

“O interessante é que a gente consegue acionar qualquer tipo de bomba, variando de 0,5CV a 500CV”, complementou.

A empresa também exibiu em seu estande os controladores híbridos da Deif.

“Trouxemos os controladores híbridos que fazem o controle de potências de fontes diferentes, priorizando o fotovoltaico e complementar com o gerador à diesel. Com isso, o gerador vai trabalhar em sua reserva mínima e com grande economia de óleo diesel. Isso significa mais lucratividade na safra, segurança energética para o produtor e sustentabilidade no campo”, explica.

Presente pela primeira vez na Agrishow, a Serrana Solar, empresa de energia solar de Caxias do Sul (RS), apresentou suas soluções para produtores rurais com foco na geração de altos volumes de energia.

Uma dessas soluções é o Driver Bomba Solar, que permite suprir as necessidades de irrigação e bombeamento que costumam ser os mais onerosos para o produtor rural.

A Ilumisol também marcou presença na feira com seus produtos. A companhia exibiu seu portfólio de inversores híbridos e baterias, que devem estar disponíveis ao mercado a partir de agosto.

“Temos a previsão de disponibilizar em nossa plataforma a partir de agosto deste ano os sistemas hibrídos. Já fizemos vários testes de aceitação, como Inmetro e outras normas internacionais para validar nossos produtos”, destacou Carlos Brandão, Coordenador de P&D da empresa.

Ele ainda pontuou que a empresa também oferece ao mercado nacional soluções em armazenamento de energia e produtos para sistemas de larga escala.

A Tangisa, empresa do grupo Tangipar, apresentou aos visitantes seus modelos de negócios, que integram a energia solar por assinatura e a oportunidade de investimentos em fazendas solares.

Para marcar sua primeira participação na Agrishow, a Intelbras exibiu um inversor carregador que possibilita a implementação de grandes projetos off grid e suas soluções para o bombeamento de água.

Com relação às soluções on grid, que necessitam de acesso à rede de distribuição pública, a empresa apresenta seu portfólio de energia solar, que atende às demandas de pequeno a grande porte, incluindo as soluções que podem ser financiadas via Finame.

Novidade em irrigação com telemetria

A Valley preparou para a Agrishow 2023 um ecossistema de soluções integradas, que visa colaborar com o processo de evolução da agricultura, tornando a lavoura ainda mais inteligente e eficiente.

Dentre as principais atrações deste ano estão o projeto AccuRail; Machine Diagnostics; Conectividade Ethernet, Satelital e Híbridos; Pump Command; família Insights e Solar Box.

Além desses destaques, a Valley também leva as já conhecidas soluções de manejo, serviços, gestão, controle e monitoramento, assim como as opções de energia solar on-grid, off-grid e híbridas.

Crédito e financiamento para energia solar

O Santander marca presença na Agrishow 2023 com uma ampla oferta de soluções para atender produtores rurais interessados tanto em linhas de crédito para custeio, como as Cédulas de Produto Rural (CPRs), quanto para investimento, como o Multiagro, sua linha mais tradicional.

“Entre as condições especiais estão a isenção da comissão (taxa flat 0%), que incide sobre o valor total da compra, e crédito pré-aprovado para 12 meses com taxas pós-fixadas”, informa o banco.

Ainda de acordo com a instituição, nesta edição da Agrishow o Banco pretende ultrapassar os negócios fechados na feira do ano passado, que somaram R$ 1,37 bilhão.

A Credicitrus também presente na feira está apresentando taxas especiais para os produtores associados, incluindo os limites pré-aprovados de crédito para o setor como: aquisição de insumos dentro do convênio de intercooperação com a Coopercitrus, custeio agrícola/pecuário, compra de máquinas e equipamentos novos, financiamento de veículos e aquisição de energia fotovoltaica.

“A Credicitrus é uma protagonista aqui na Agrishow e todo ano traz novidades, principalmente, em linhas de créditos competitivas. A nossa taxa veio muito agressiva, sendo a melhor da feira para financiamentos de projetos fotovoltaicos. Trouxemos a taxa de 1,30% ao mês pelo prazo de 60 meses

Sustentabilidade na prática

Pensando em autonomia energética e sustentabilidade, a energia para a realização da Agrishow é fornecida por meio de um sistema fotovoltaico. Segundo a organização, a medida vai ao encontro da proposta da Agrishow em conservar o meio ambiente, diminuindo o impacto ecológico.

Além do uso de fontes renováveis para o fornecimento de energia, o evento também realiza a coleta e descarte adequados de diferentes tipos de resíduos e a reciclagem de materiais.

São mais de 800 expositores presentes no evento, entre nacionais e internacionais. Segundo a organização, a estimativa de público para os dias do evento é de cerca de 190 mil pessoas, do Brasil e do Exterior.


Fonte:https://canalsolar.com.br/

12 visualizações0 comentário
bottom of page