Buscar
  • Ecoflex Trading

Acordo entre Mercosul e UE coloca em risco exportações de etanol dos Estados Unidos


Segundo relatório elaborado pelo governo norte-americano, usinas do país atenderam a 28% da demanda europeia pelo biocombustível em 2019.


Entre 2015 e 2019, as exportações de produtos agrícolas feitas pelos Estados Unidos movimentaram, em média, US$ 15,4 bilhões ao ano. Pouco mais de um quarto deste valor, entretanto, está ameaçado pelo acordo firmado entre o Mercosul e a União Europeia em junho de 2019. Ao menos é o que aponta um relatório elaborado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


O documento estima que um mercado de exportações norte-americanas para a Europa correspondente a US$ 4 bilhões anuais compete diretamente com produtos similares vindos do Mercosul. Da mesma forma, produtos europeus que passarão a ter preferência no Mercosul também devem prejudicar as exportações dos Estados Unidos para Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.


Em uma análise preliminar, o etanol foi citado como um dos principais produtos estadunidenses prejudicados pelo acordo. Segundo o USDA, entre 2015 e 2019, a participação de mercado do biocombustível dos Estados Unidos na União Europeia foi de 22%, enquanto os países do Mercosul tiveram 7%.


Ainda conforme o documento, no mesmo período, as exportações de etanol dos Estados Unidos para a União Europeia movimentaram, em média, US$ 58 milhões por ano. Já as do Mercosul corresponderam a US$ 29 milhões, com uma cota livre de tarifas de 253,4 milhões de litros anuais.



Fonte: NovaCana.com

0 visualização0 comentário