Buscar
  • Fonte: UDOP

Açúcar: preços fecham mistos nas bolsas internacionais


Na última sexta-feira (17) os lotes de açúcar, comercializados em Nova York, recuaram. O vencimento para outubro/20 foi firmado em 11.73 centavos de dólar por libra-peso, queda de 6 pontos. Os lotes para março/21 encerraram o dia com queda de 5 pontos e foram fixados em 12.43 cents/lb. Os demais contratos recuaram entre 3 e 7 pontos. "Apesar do volume de contratos futuros negociados ter sido fraco, quebrando o recorde da semana do natal passado, vale notar que no pregão de sexta-feira ocorreu o registro de quase 3,000 lotes de EFP (troca de futuros efetuada na bolsa para precificar uma transação comercial física do produto) para os vencimentos de maio e julho de 2022. Ou seja, 150 mil toneladas de açúcar foram fixadas entre comprador e vendedor para a safra 2022/2023. São outros tempos mesmo", analisou o diretor da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Corrêa. Já em Londres, os contratos do açúcar branco valorizaram. Os contratos para outubro/20 foram fixados em US$ 352,40 a tonelada, alta de 3,90 dólares. O vencimento para dezembro/20 fechou em US$ 349,70 a tonelada, alta de 2,70 dólares. Os outros contratos valorizaram entre US$ 0,70 e US$ 1,70. Mercado doméstico No mercado interno, na sexta-feira (17), em São Paulo, a saca de 50 kg de açúcar cristal fechou em R$ 77,23, pelo indicador Cepea/Esalq, da USP. Houve queda de 0,76% quando comparado ao valor da véspera.


2 visualizações