Buscar
  • Fonte: Nova Cana.com

Ranking da produção de etanol em 2019/20 coloca milho na dianteira entre as usinas


A queda na demanda por combustíveis e as condições favoráveis à venda de açúcar certamente reduzirão a produção de etanol no ciclo 2020/21. Conforme dados do Rabobank divulgados em 18 de junho, a redução no volume produzido deve ficar entre 6 bilhões e 7 bilhões de litros ante o total da safra anterior.

Porém, na temporada 2019/20, o cenário era outro. A safra foi marcada por um recorde de produção do biocombustível, com as usinas priorizando-o em detrimento do açúcar. O volume total produzido, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), chegou a 35,75 bilhões de litros – um pouco acima dos 35,56 bilhões calculados pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Com base em dados inéditos da ANP, o novaCana elencou as usinas e grupos que mais produziram etanol na temporada passada, incluindo volumes de anidro e hidratado.

No total, 325 usinas reportaram sua produção durante o período de abril de 2019 e março de 2020 para a agência. Destas, 320 produziram hidratado e 181 produziram anidro.

Entre os grupos, a Raízen Energia foi o que mais produziu no período, com 2,53 bilhões de litros. Enquanto isso, a usina com a maior produção foi a Lucas do Rio Verde, da FS Bioenergia, com 520,30 milhões de litros. A unidade ainda se destaca por operar apenas com o processamento de milho.


21 visualizações