Buscar
  • Fonte: Nova Cana.com

Açúcar bruto tem mínima de uma semana na ICE em meio a maior oferta de refinado


O açúcar bruto negociado na ICE atingiu mínima de uma semana nesta quarta-feira, diante do aumento nas ofertas do açúcar branco e de preocupações quanto a uma segunda onda de infecções pelo coronavírus, fator este que afetou os mercados de forma generalizada.

O contrato julho do açúcar bruto fechou em queda de 0,04 centavo de dólar, ou 0,3%, a 11,75 centavos de dólar por libra-peso, depois de tocar mínima de uma semana, de 11,65 centavos.

O açúcar branco para agosto recuou 5,90 dólares, ou 1,6%, para 356,70 dólares por tonelada.

O prêmio do açúcar branco para agosto ante o contrato outubro diminuiu para cerca de 2 dólares por tonelada, contra 28 dólares no final de maio, o que indica um aumento de ofertas.

O prêmio do açúcar refinado frente ao bruto, enquanto isso, recuou para menos de 100 dólares por tonelada, ante mais de 130 dólares no final de maio.

“Os fundamentos estão ficando mais fracos tanto no lado da oferta quanto no da demanda. O fechamento de bares e restaurantes e o cancelamento de eventos resultarão em uma queda no consumo de açúcar nesta temporada – a primeiro em 40 anos”, disse a consultoria Agritel.

A produção de açúcar do centro-sul do Brasil atingiu 10,57 milhões de toneladas até este momento da temporada 2020/21, alta de 57% na comparação anual, disse a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).


4 visualizações