Buscar
  • Fonte: RevistarPaNews

Produção de etanol de milho deve crescer mais de 58% neste ano


Mesmo em meio à redução na demanda por biocombustíveis, ocasionada pela pandemia do novo coronavírus, a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) projeta um aumento de 61,1% na produção de etanol à base de milho na safra 2020/2021. A estimativa é que a produção totalize 2,7 bilhões de litros, acima dos 1,7 bilhão de litros produzidos no ciclo anterior.

No último levantamento, realizado em maio, a Conab listou os cinco estados brasileiros que se destacam na produção desse tipo de biocombustível:

Mato Grosso;

Goiás;

São Paulo;

Paraná e Rondônia.

E a produção da região Centro-Oeste, representa cerca de 95% da oferta nacional.

“Há um avanço considerável na construção de novos empreendimentos, bem como no estudo para aumento de suas capacidades atuais. A ampliação desse cenário deve se estender para outros estados nas próximas safras”, ainda segundo relatório da Conab.

Expansão do etanol de milho foi de 20 vezes nos últimos anos

De acordo com Plinio Nastari, presidente da consultoria Datagro, “a produção de etanol de milho expandiu mais de 20 vezes nos últimos cinco anos, e na safra recém iniciada deve crescer de 1,62 para 2,5 bilhões de litros.

O crescimento da produção de milho vai continuar viabilizando oferta competitiva de matéria prima para produção de etanol destinado aos mercados interno e externo.

A pavimentação da BR-163, inaugurada em fevereiro, abre uma nova rota de escoamento desta produção através dos portos da região Norte”.


3 visualizações